Moradores do José Abrão se revoltam com Rua que abriga entulhos e até animais mortos

Mato alto e sujeira causam aflição nos moradores da região 
| 19/05/2015
- 00:29
Moradores do José Abrão se revoltam com Rua que abriga entulhos e até animais mortos

Mato alto e causam aflição nos moradores da região 

 

Mato alto, entulho, eletrodomésticos em desuso, pneus que abrigam água parada, além de muita sujeira. Essa é a realidade vivida pelos moradores da Rua Teodoro Carvalho no Bairro José Abrão em Campo Grande.

De acordo com a técnica de enfermagem Marlene Negrizon, de 61 anos, a situação não é recente. Ela afirma que mora da região há pouco mais de um ano, porém, nunca viu uma equipe de limpeza fazer a manutenção do local, em contrapartida, o desrespeito de alguns moradores só aumenta juntamente com o acúmulo de lixo em meio à via pública.

Outro problema apontado pela moradora é a invasão de animais peçonhentos que com freqüência entram nas residências e trazem também muitos transtornos para as famílias. “Já apareceram três cobrar e uma aranha caranguejeira por aqui, sem contar os escorpiões. Na última vez, a cobra estava subindo minha calçada. Nos sentimos vulneráveis com essa situação”, lembra.

O cenário encontrado por nossa equipe foi de descaso, além do lixo encontrado, animais mortos também puderam ser visto junto à calçada.

A dona de casa Maria Aparecida, de 55 anos, que há mais de 7 mora na rua Teodoro Carvalho, conta que se de dia a situação já é ruim, de noite as coisas pioram, tudo isso, por conta da má iluminação do local. “De noite isso aqui fica muito escuro e os ladrões adoram. Meus vizinhos quase todos já foram assaltados”, relata.

Em nota, a prefeitura disse que o caso foi encaminhado à Seintrha (Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação) e deverá integrar o cronograma de limpeza da pasta. No entanto, orienta a população para que, em caso de identificação da necessidade dos serviços de manutenção da Seintrha, façam a solicitação por meio do telefone 3314-3676 ou, em caso de terrenos particulares, denunciem no 156.

A Ouvidoria da Sesau (Secretaria Municipal de Saúde Pública) também recebe denúncias de áreas propícias para a propagação de insetos transmissores de doenças como dengue, febre chikungunya e leishmaniose, além de animais peçonhentos. As denúncias podem ser feitas pelos telefones 3314-9955 ou 3314-3340.

Veja também

Já choveu bastante em cidades de Mato Grosso do Sul nesta quarta-feira (17) e Campo...

Últimas notícias