Cotidiano

Médicos dizem que Prefeitura descumpriu acordo e anunciam greve

Apenas 30% deve atender a população

Thatiana Melo Publicado em 11/08/2015, às 10h27

None
greve_dos_medicos_foto_diogo_goncalves.jpg

Apenas 30% deve atender a população

Em assembleia nesta segunda-feira (10) o Sinmed (Sindicato dos Médicos de Mato Grosso do Su) votou por nova paralisação dos atendimentos na rede municipal de saúde a partir desta sexta-feira (14). Segundo a categoria, a Prefeitura não cumpriu o acordo feito para finalizar o último movimento grevista.

De acordo com o presidente do sindicato, Valdir Siroma, o diálogo com o Executivo Municipal sempre se manteve. “Nesta terça-feira (11) vamos fazer o comunicado do indicativo de greve, já que não houve cumprimento do acordo feito”, explica.

Ainda segundo Siroma 30% dos médicos estarão nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) atendendo, já nas unidades de atenção básica apenas os casos de emergência serão atendidos.

Segundo o sindicato o atraso nos pagamentos dos salários de julho, por causa do escalonamento seria um dos motivos da volta da greve, além do não pagamento até o quinto dia útil de agosto dos adicionais e gratificações, não pagamento dos plantões eventuais realizados durante o período de greve e não preenchimento das escalas em aberto.

“Enviamos vários ofícios à Prefeitura questionando o cumprimento do acordo, mas não tivemos resposta, e por causa disso realizamos a assembleia e decidimos pela retomada da greve”, finaliza Siroma.Em maio os médicos paralisaram por 18 dias.

Jornal Midiamax