Cotidiano

Juiz pede reforço de policiamento entre os bairros Parque do Sol e Dom Antônio

Medida visa coibir brigas entre as gangues dos bairros, que são rivais

Midiamax Publicado em 25/06/2015, às 19h13

None
img-20150425-wa0150.jpg

Medida visa coibir brigas entre as gangues dos bairros, que são rivais

O juiz titular da 1ª Vara do Tribunal do Júri de Campo Grande, Carlos Alberto Garcete, determinou nesta quarta-feira (24) a expedição de oficio à Secretaria de Estado de Segurança Pública solicitando, com urgência, o fortalecimento do policiamento preventivo na divisa entre os bairros Parque do Sol e Dom Antônio Barbosa, na região sul de Campo Grande.

O pedido, que já havia sido feito em outubro do ano passado, leva em conta o elevado número de crimes contra a vida que chegam às varas do júri da Capital decorrentes de disputas entre gangues.

Segundo o magistrado, a situação perdura por mais de uma década. Em seu despacho, o juiz sugere ainda a instalação de uma base militar de pacificação na região.

A solicitação de reforço policial foi feita durante a realização de audiência do processo n° 003969-93.2012.8.12.0001, em que foram ouvidos os depoimentos de três testemunhas de acusação sobre o homicídio de Isac Eleandro Virgino de Oliveira e Lucas Vinicius de Souza.

Na ocasião, o juiz determinou que o encaminhamento do processo para arquivo provisório, aguardando a captura do acusado M.E. de M., por seis meses. O outro réu do processo, T.C. dos S., já faleceu, e o processo de seu assassinato tramita na 1ª Vara do Tribunal do Júri.

(Com informações do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul)

Jornal Midiamax