Cotidiano

Enfermeiros esperam resposta do município e greve chega ao 16º dia

Representantes da categoria se reúnem amanhã com Comissão de Negociação

Midiamax Publicado em 06/07/2015, às 11h11

None
greve_dos_enfermeiros_-_dg.jpg

Representantes da categoria se reúnem amanhã com Comissão de Negociação

Os enfermeiros do Sinte PMCG (Sindicato dos Trabalhadores da Enfermagem da Prefeitura de Campo Grande), em greve desde o dia 20 de junho, esperam resposta da contraproposta enviada ao o chefe da Semad (Secretaria Municipal de Administração), Wilson do Prado, que também participa da Comissão de Negociação da Prefeitura.

Na última sexta-feira (4), o Município solicitou que a categoria fosse representada por um sindicato com carta sindical, no entanto, em dezembro de 2014, a categoria se desvinculou do Sisem (Sindicato dos Servidores e Funcionários Municipais de Campo Grande) e criou o Sinte PMCG, que ainda não tem a carta sindical.

“O Sinte PMCG surgiu há uns 10 meses por causa de uma negativa do Sisem que nunca representou a categoria. Vamos pleitear a carta sindical, mas tem um prazo legal para ser seguido. Isso leva em torno de um ano e meio. Não tivemos tempo hábil de focar nisso”, explica o representante dos enfermeiros Hederson Fritz Morais de Silveira.

Fritz ressalta que até o momento não houve retorno do secretário e que amanhã haverá uma audiência de conciliação, determinada pelo desembargador Fernando Mauro Moreira Marinho. “Acredito que amanhã conseguiremos chegar a um acordo. Estou bem esperançoso em relação ao bom senso do Prefeito”, afirma.

A reunião entre a categoria e a Comissão de Negociação da Prefeitura acontece na nesta terça-feira (7), às 14h30 no TJ-MS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul). A paralisação representa aproximadamente mil enfermeiros do município que pedem reajuste anual de 8,5%.

Jornal Midiamax