Cotidiano

Em discurso, príncipe Akishino destaca ‘legado japonês’ na construção da cidade

Príncipe participou de solenidade na Associação Nipo-Brasileira

Guilherme Cavalcante Publicado em 02/11/2015, às 20h27

None
img-20151102-wa0109.jpg

Príncipe participou de solenidade na Associação Nipo-Brasileira

Durante a cerimônia solene na Associação Nipo-Brasileira, na tarde desta segunda-feira (2), o governador Reinaldo Azambuja destacou a importância dos laços de amizade entre Mato Grosso do Sul e o Japão, em decorrência da grande imigração de japoneses recebida pelo Estado.

"É com imensa alegria que saudamos a presença do príncipe Akishino e da princesa Kiko no Estado. Depois de 101 anos de imigração japonesa, temos oportunidade de receber um membro da realeza. Se somos o que somos hoje, devemos muito a esses laços de amizade que nos uniram", destacou Azambuja.

Já o príncipe Akishino, que também foi breve em seu discurso, destacou a gratidão pelo Estado ter acolhido os imigrantes japoneses. "Estive neste país em 1988 e visitar agora Campo Grande com minha esposa me deixa muito feliz, assim como me encontrar com a comunidade japonesa. Esta cidade é uma das mais antigas colônias do Brasil e contribuímos muito para o desenvolvimento da cidade", destacou o Príncipe, que também mencionou a Feira Central. "É um legado conhecido por oferecer o Sobá e a culinária japonesa, o que contribui para o intercâmbio cultural, o que muito nos orgulha", aponta.

Durante a cerimônia, o príncipe Akishino inaugurou o Monumento aos Antepassados, construído pela comunidade nipo-brasileira de Campo Grande. Cerca de 1300 pessoas estiveram presentes na solenidade, que terminou em festejos.

Jornal Midiamax