Cotidiano

Eleitores se queixam de confusão e demora durante votação para conselheiro tutelar

Apuração deve começar após as 17 horas.

Midiamax Publicado em 04/10/2015, às 21h42

None
fila.jpg

Apuração deve começar após as 17 horas.

Encerrada as 17 horas deste domingo (4) a eleição para escolher 15 novos conselheiros tutelares de Campo Grande foi marcada por reclamações sobre demora em fila e confusão em pontos de votação. Leitores entraram em contato com o Midiamax e disseram que as escolas onde tinha urnas estavam lotadas e que a ‘fila não andava’.

“Apenas um mesário e as escolas estão uma bagunça”, contou um leitor. No colégio municipal Arlindo Lima, o vendedor Matheus Soares, de 21 anos, destacou que não chegou a presenciar nenhuma confusão, porém, acredita que faltou organização.

“Eu moro na região do Tiradentes e muitas escolas municipais de lá estão com urnas. Poderiam ter me deixado votar lá, ao invés de me fizerem descer até aqui no Arlindo para eu votar”, observou. Foram colocadas duas urnas na escola Arlindo Lima, localizada na Rua Barão do Rio Branco, perto da Prefeitura de Campo Grande.

Apesar das queixas, a presidente do CMDCA (Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente), Dalva Cisi, explica que muitos eleitores checaram zona e seção, mas acabam por não conferir o nome correto da escola, o que pode ter ocasionado confusão na hora da votação. 

Jornal Midiamax