Cotidiano

É o povo quem paga: bueiro se solta e gera revolta na Júlio de Castilho

Comerciantes sinalizaram bueiro com placa e estacas

Midiamax Publicado em 04/11/2015, às 18h44

None
1.jpg

Comerciantes sinalizaram bueiro com placa e estacas

“Atenção: é o povo quem paga por esta má administração. Há corrupção nas licitações, por isso fazem obras mal feitas”. Foi assim que os comerciantes resolveram sinalizar bueiro de obra malfeita que se soltou, tem causado acidentes e gera reclamação há mais de um mês na Avenida Júlio de Castilho, esquina com a Rua Poxoréo, na Vila Palmira.

Na manhã desta quarta-feira (4), comerciantes colocaram estacas e a placa no bueiro. “Se a gente não coloca ia acontecer mais acidentes. São três metros de profundidade”, conta o comerciante Juarez Soares, de 60 anos.

Juarez diz que os comerciantes e moradores da Júlio de Castilho estão revoltados com o descaso do poder público. “Ninguém aguenta mais. São muitos impostos e pouco investimento. Não dão dinheiro nem para as merendas das crianças, vão gastar com asfalto? Está difícil”, lamenta.

Max Wolf, de 48 anos, lembra do custo da obra de revitalização da Júlio de Castilho. “Foram 23 milhões de reais e olha o retorno que temos. Um bueiro solto na frente de um ponto de ônibus, o asfalto cheio de buracos, semáforo para pedestre que nunca funcionou. É o que está escrito na placa mesmo, um desrespeito com os cidadãos”.

Apesar de tudo, os comerciantes tentam usar do humor para lidar com os problemas: “Não precisa ir até Marte, venha para Campo Grande conhecer as crateras”.

Jornal Midiamax