Cotidiano

Defesa Civil envia equipes e pode decretar emergência na região sul

Dois municípios estão sem energia desde a manhã

Midiamax Publicado em 25/11/2015, às 18h28

None
img-20151124-wa0080.jpg

Dois municípios estão sem energia desde a manhã

A Defesa Civil enviou equipes para conter os estragos das chuvas no sul do Estado. De acordo com o Coronel Rampazo, o Governo enviou equipes para auxiliar os municípios e está levantando informações para, se necessário, decretar emergência na região. Dois municípios, Coronel Sapucaia e Aral Moreira estão sem energia. Em Coronel Sapucaia ainda falta água.

Segundo a Energisa, as linhas de distribuição que abastecem as duas cidades foram afetadas, ocasionando a interrupção no fornecimento de energia. Equipes de outras localidades foram remanejadas às áreas mais afetadas e foram disponibilizadas viaturas próprias para a execução de serviços de grande porte e atendimento em locais de difícil acesso.

Os afetados

Tacuru é considerado o município em estado mais grave. Já foram contabilizadas dez pontes destruídas pelas chuvas, além de deslizamento de terra e estradas com erosão. Na terça-feira (24), temporal abriu cratera e interditou o acesso à cidade, pela MS-160.

Naviraí teve oito famílias que tiveram que mudar de casa por conta de erosão no bairro Vila Alta. “Tivemos que tirá-los de suas casas e colocá-los em residências seguras, senão poderiam cair dentro do buraco. Quanto mais chove, mais ele abre”, explica o prefeito Léo Matos (PV).

O prefeito já contatou o Governo para iniciar obra de drenagem e asfalto para tapar a erosão. “Tem que começar com urgência, antes que aconteça o pior. Nós não damos conta, precisamos de ajuda”. Nesta terça choveu 150 milímetros em duas horas em Naviraí.

Amambai, que teve oito pontes destruídas, Iguatemi, Caarapó e Fátima do Sul também figuram entre os municípios afetados pela chuva, mas a situação já foi amenizada. A chuva da manhã desta quarta-feira (25) derrubou árvores e interditou trecho da MS-376, que liga Fátima do Sul a Dourados. A pista já foi liberada. Dourados teve as ruas alagadas por conta da chuva nesta manhã, mas não há riscos.

De acordo com o Coronel Rampazo da Defesa Civil, o excesso de chuva nas últimas semanas na região que tem causado os estragos. “Chuvas fortes foram poucas, mas como continua chovendo os estragos vão aumentando”. As equipes da Defesa Civil passarão ainda pela zona rural dos municípios, onde não há acesso nem informações sobre a situação atual.

Previsão

Segundo previsão do Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia), as chuvas avançam no sul e no leste do estado, de moderadas a forte até sexta-feira. Nas demais áreas o tempo está parcialmente nublado a nublado com chuva isolada.

Na sexta-feira o sistema desconfigura e as pancadas de chuva serão à tarde, rápidas, devido o calor e a umidade disponível. No sábado a situação pode piorar, já que um ciclone se forma no Sul, promovendo convergência de umidade, provocando pancadas de chuva e trovoadas, por vezes fortes. No domingo as pancadas de chuva ainda ocorrem no norte e nordeste do estado.

Jornal Midiamax