Cotidiano

Convênio com Banco do Brasil aumenta carência no crédito para servidores

Consignados terão até 6 meses para começar a pagar

Diego Alves Publicado em 14/10/2015, às 00h05

None
banco_do_brasil.jpg

Consignados terão até 6 meses para começar a pagar

Convênio celebrado entre Governo do Estado, por meio da Secretaria de Administração e Desburocratização, e o Banco do Brasil, na manhã desta segunda-feira (13), oficializa parceria que vai garantir ao servidor público estadual prazo de 96 meses para o pagamento e carência de até 180 dias para o pagamento da 1ª parcela na contratação ou renovação de Crédito Consignado aos servidores estaduais.

A iniciativa, que passa a valer a partir de hoje, faz parte de uma série de ações que o Governo pretende lançar até o fim do mês em alusão ao Dia do Servidor, comemorado em 28 de outubro.

Durante assinatura do convênio de parceria, o Secretário de Administração e Desburocratização, Carlos Alberto de Assis, pontuou que o novo cardápio de vantagens, exclusivas aos servidores estaduais, chegam em um momento oportuno, já que se aproxima o início de um novo ano e junto com ele, as despesas extras.

“Nosso grande objetivo é ajudar os servidores a conquistar o equilíbrio financeiro nesse período de fim de ano e início de 2016 quando se concentram muitas despesas extras no orçamento, como férias, matrícula e material escolar, pagamento de IPTU, IPVA, além das despesas de final de ano. É um reforço importante porque o servidor poderá contratar o empréstimo agora e só iniciar o pagamento das parcelas em Abril de 2016″, observou o secretário.

Na mesma linha, Assis explica ainda que um servidor que possuí hoje um crédito consignado com valor de parcela de R$ 500, por exemplo, tem a opção de renegociar essa dívida, diminuindo o valor integral das parcelas e ganhando uma folga no orçamento de R$ 3 mil, valor que ele pagaria nesses seis meses de carência, com a opção de postergar a dívida “É mais uma maneira de ajudar o nosso servidor a conquistar o equilíbrio financeiro e se programar para as despesas do próximo ano”, diz.

Para o superintendente Estadual do Banco do Brasil, Evaldo Emiliano de Souza, “o novo prazo e a carência são importantes, pois proporcionam satisfação e geram melhores condições financeiras para o  funcionalismo público de Mato Grosso do Sul, além de contribuir positivamente com a economia local”, afirmou.

Ainda de acordo com Evaldo, o Crédito Consignado do Banco do Brasil é uma das melhores opções de empréstimo existentes no mercado, com crédito rápido, juros baixos e facilidade no pagamento. Essa modalidade de empréstimo oferece a possibilidade de crédito sem que seja necessário esperar muito tempo pela aprovação.

Jornal Midiamax