Cotidiano

Contaminação por agrotóxicos dobra e MS consome 40 litros do produto por habitante/ano

Estado vizinho consome pouco a mais que MS

Midiamax Publicado em 17/05/2015, às 01h21

None
image_large.jpg

Estado vizinho consome pouco a mais que MS

O Estado de Mato Grosso do Sul consome 40 litros de agrotóxicos por habitante/ano. A informação foi divulgada pelo MPF-MS (Ministério Público Federal em Mato Grosso do Sul), depois de realizar ciclo de palestras da Comissão Estadual de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos no Estado. O uso dos produtos químicos de forma excessiva e inadequada nas áreas rurais, causam problemas ao meio ambiente e também ao homem.

Wanderlei Pignati, professor da UFMT (Universidade Federal de Mato Grosso)  e pesquisador da Fundação Oswaldo Cruz apresentou pesquisa que revela que a exposição a agrotóxicos em alguns Eestados é maior do que a média nacional, hoje pouco acima dos 5 litros por habitante por ano.

No Estado vizinho, Mato Grosso, cada habitante está exposto à média de 50 litros/habitante/ano, por exemplo, pouco a mais que aqui no Mato Grosso do Sul.  Os casos de contaminação por agrotóxicos dobram. Nos últimos 5 anos, as notificações de infecções pelo produto entre os trabalhadores rurais passaram de 5 mil para 10 mil casos de contaminação aguda.

“Nossas pesquisas revelam que o agrotóxico contamina o solo, a água potável, os alimentos, as carnes, o ar e até o leite materno de mães que vivem em regiões agrícolas”, afirma. 

O procurador do Trabalho Leontino Ferreira de Lima Junior encerrou o ciclo de palestras afirmando que “além da busca por formas efetivas de controle quanto ao uso indiscriminado de agrotóxico, a ideia da Comissão, bem como das palestras, é difundir a informação, de maneira que a sociedade tenha conhecimento e possa se autodeterminar quanto ao alimento que se quer consumir. 

Jornal Midiamax