Cotidiano

Com salários atrasados, menores aprendizes da Seleta estão parados

De acordo com informações há seis meses os salários são depositados com atraso

Thatiana Melo Publicado em 15/06/2015, às 15h08

None
ses.jpg

De acordo com informações há seis meses os salários são depositados com atraso

Com os salários atrasados desde o dia 8 de junho, menores aprendizes que prestam serviços para o governo do Estado, na SES (Secretaria Estadual de Saúde) têm tido dificuldades para ir ao trabalho. Segundo informações de um menor aprendiz, que não quis se identificar, há seis meses tem ocorrido esses atrasos.

“Muitos não têm vindo trabalhar porque não têm como pagar o passe de ônibus, que vem com o salário”, fala o jovem que ainda diz que a única informação que passam sobre o atraso é que a nota de pagamento enviada pelo governo não confere. Desde quinta-feira passada (11) muitos menores não têm comparecido ao serviço, como é o caso de outro menor aprendiz.

De acordo com a jovem no último mês não teve ressarcimento dos passes de ônibus que gastou para ir trabalhar. “Tenho contas para pagar. Acabei pagando minha faculdade com atraso e juros”, ressalta a jovem.

De acordo com o menor aprendiz, são 54 jovens na Seleta (Sociedade Caritativa e Humanitária), mas deste total apenas 15 prestam serviço para o governo do Estado, na SES (Secretaria Estadual de Saúde). “Avisaram que se houvesse falta seria descontado do salário, mas como vou trabalhar se não tenho nem passe para pegar o ônibus”, ressalta a jovem.

A equipe do JornalMidiamax entrou em contato com o governo do Estado, através de e-mail e telefone e não obteve resposta até o fechamento da matéria. Em contato com a Seleta para falar sobre os atrasos, foi informado que o presidente, Gilbraz Marques, estaria em reunião e não poderia atender.

Jornal Midiamax