Com medo da dengue, população fiscaliza e flagra possíveis criadouros do mosquito

Flagrante foi feito perto do aeroporto dessa vez
| 14/12/2015
- 13:56
Com medo da dengue, população fiscaliza e flagra possíveis criadouros do mosquito

Flagrante foi feito perto do aeroporto dessa vez

Com medo da , a população de Campo Grande está fiscalizando e flagrando locais que podem se tornar criadouros do mosquito Aedes aegypti, que além da dengue, também transmite a chikungunya eu vírus. 

No último domingo (13), um leitor do Jornal Midiamax flagrou lixo jogado na grade do Aeroporto Internacional de Campo Grande, na Avenida Duque de Caxias. Pelo local, resto de coco, copinhos e garrafas plásticas causam preocupação no leitor.

“Acredito que nunca iremos combater o mosquito da dengue, enquanto as pessoas não tiverem educação e respeito”. 

Campo Grande está passando por uma tríplice epidemia, com 7.614 notificações de casos de dengue, sendo 3.819 confirmados, cinco com o tipo mais grave da doença e três mortes até agora. 

Com medo da dengue, população fiscaliza e flagra possíveis criadouros do mosquitoCom relação à chikungunya, foram 65 notificações até o dia 4 de dezembro, quando foi feito o último levantamento. Apenas um foi confirmado. As notificações do zika vírus, por sua vez, já somam 75 casos suspeitos, nenhum confirmado, devido ao tempo de analise das amostras, entre 30 e 40 dias. 

WhatsApp: fale com os jornalistas do Midiamax

O leitor enviou as imagens ao WhatsApp do Jornal Midiamax no número (67) 9207-4330. O canal de comunicação serve para os leitores falarem com os jornalistas. Flagrantes inusitados, denúncias, reclamações e sugestões podem ser enviados com total sigilo garantido pela lei.

Veja também

Corpo de Bombeiros realizam combate a um încêndio de grandes proporções no Bairro Vida Nova...

Últimas notícias