Cotidiano

Com calor de 30 °C passageira reclama de falta de água em bebedouros

Problema foi constatado no Terminal Aero Rancho

Midiamax Publicado em 29/09/2015, às 12h57

None
img-20150928-wa0091.jpg

Problema foi constatado no Terminal Aero Rancho

A comparação entre a tarifa de R$ 3,00 cobrada pelo transporte coletivo e os serviços oferecidos pelas empresas de ônibus entristece muitos passageiros, principalmente quando se deparam com problemas antigos nos terminais de transbordo de Campo Grande. Uma das questões que mais chama a atenção é a falta de água nos bebedouros. A situação continua a se repetir no Terminal Aero Rancho na região sul da Capital.

O problema foi denunciado pela diarista Ana Flávia de Lima Leite, de 30 anos, no entanto, a falta de água nos bebedouros já foi relatada em outras ocasiões e até o momento permanece sem solução no terminal que integra 20 linhas de ônibus da Capital.

“Pagamos R$ 3,00 pela passagem. O imposto sobre o óleo diesel baixou, mas eles não reduzem a tarifa. Eles aumentam, mas não oferecem o mínimo para a população. Não temos água nos bebedouros, os banheiros são muito sujos e não tem segurança”, pontua.

Ainda sobre a falta de água, a diarista destaca que o problema se torna ainda pior por conta das altas temperaturas, que nos últimos meses tem ultrapassado os 30 °C.

“Está muito calor e não tem uma gota de água nos bebedouros. Somos obrigados a comprar água se quisermos tomar. Mas e se fora uma criança, ou um idoso com sede? Se precisarmos de água para tomar um remédio e não tivermos dinheiro para comprar, como fica?”, questiona.

Ana Flávia afirma que ao questionar sobre o problema, foi informada de que a situação era provocada pelos vendedores ambulantes. “Eles disseram que a culpa é dos vendedores ambulantes, mas cadê a fiscalização para ver isso?”, pergunta.

A equipe de reportagem encaminhou um e-mail para a assessoria de comunicação da Agetran (Agência Municipal de Transporte e Trânsito), para saber o motivo pelo qual não havia água nos bebedouros e a quais providências serão adotadas para que o problema seja solucionado, e foi informada de que a situação foi repassada “para o pessoal da manutenção”.  

Jornal Midiamax