Cotidiano

Chuva desta segunda supera acumulado do mês e derruba temperaturas

Como sempre, houve estragos na Capital

Kemila Pellin Publicado em 26/10/2015, às 19h30

None
_mg_8543.jpg

Como sempre, houve estragos na Capital

Depois de quase duas semanas sem chuva, ela finalmente chegou em Campo Grande, derrubando a temperatura em mais de 10 ºC e superando o acumulado do mês, que até o último registro, em 21 de outubro, era de 15,22 milímetros. Quanto ao calor, no domingo os termômetros marcavam pelo menos 30 ºC na Capital, e nesta segunda a média é de 21 ºC.

Conforme dados da Cemtec (Central de Monitoramento de Tempo, do Clima e dos Recursos Hídricos), apenas nessa segunda-feira (26) já choveu entre 11,4 e 26 milímetros. A conta levando em consideração os registros na unidade meteorológica da Agraer (Agência de Desenvolvimento Agrário e Extensão Rural), próxima ao Detran (Departamento de Trânsito), e da Embrapa, na saída para Aquidauna.

Apesar dos locais serem próximos, a diferença nas medições é explicada pela precipitação das nuvens. “Na verdade é bem aquela coisa, você tá na estrada e passa por um trecho onde está chovendo, e poucos metros depois, não tem mais nada”, exemplificou a meteorologista Cátia Braga.

A meteorologista também destacou que as medições foram feitas até as 12 horas de hoje, portanto o índice deve ser maior, já que algumas pancadas mais intensas caíram depois deste horário.

Os dados da Cemtec também mostram que até ontem o dia mais chuvoso do mês tinha sido sexta-feira (9), que antecedeu o feriado prolongado, na qual foram registrados apenas 2,4 milímetros.

Estragos

Como já é tradição, depois de duas semanas de estiagem, a chuva chegou com estragos. Por volta das 11h30 um árvores caiu no centro da Capital. O pé de ingá, que estava plantado no canteiro central da Avenida Afonso Pena, quase esquina com a Rua 13 de Julho, se partiu ao meio. O incidente não atrapalhou o trânsito, mas chamou a atenção de quem passava pelo local e assustou quem trabalha próximo.

Também durante a chuva, uma tampa de um bueiro soltou-se, o que aumentou o fluxo de água na via, inundando ainda mais um trecho da Avenida Ernesto Geisel, poucos metros antes da rotatória que dá acesso a Avenida Euler de Azevedo, no sentido bairro-centro. No Jardim Seminário, o problema foi em um bueiro da rede de captação de esgoto, na Rua do Seminário, esquina Rua Frutuoso Barbosa, o problema foi o mesmo, provocando enxurrada na via e mau cheiro.

Mais chuva

O Inmet (Instituto Nacional de Meteorologia) indica mais chuvas durante a semana. Na terça-feira novas áreas de instabilidade devem ocasionar pancadas de chuva com trovoadas, principalmente no sudoeste, sul e leste do estado.

Entre quarta e quinta-feira a instabilidade diminui, mas ainda deve chover em algumas regiões durante a tarde. Na sexta-feira as pancadas de chuva voltam com força, motivadas pelas calor e umidade relativa do ar.

Jornal Midiamax