Cotidiano

Campo-grandenses lotam supermercados em busca de ovos e peixes

Busca por pescado e ovos de Páscoa encheu comércio nesta quinta

Midiamax Publicado em 02/04/2015, às 20h03

None
20150402_151407.jpg

Busca por pescado e ovos de Páscoa encheu comércio nesta quinta

Os campo-grandenses lotaram os supermercados nesta quinta-feira (2), véspera do feriado. A busca por pescado e ovos de Páscoa de última hora encheu o comércio um dia antes da Sexta-Feira Santa.

“O consumidor deixou para comprar na última hora, está indo hoje atrás dos produtos para a Sexta-Feira Santa”, relata Yuri Miranda, secretário executivo da Amas-MS (Associação Sul Matogrossense de Supermercados).

Segundo Miranda, os supermercadistas compraram menos chocolate neste ano, por conta da retração na economia. Mesmo assim, a procura é grande na Capital. O Jornal Midiamax passou por dois estabelecimentos e conversou com os consumidores.

Alta no preço e na procura

Além de reclamar das longas filas, a maioria dos consumidores botou a boca no trombone para reclamar do preço dos produtos de Páscoa. A professora Aline Souza, de 35 anos, disse que  subiu o preço tanto do pescado quanto dos ovos de Páscoa. “Está mais caro sim. E a procura é grande. Queria aquele ovo para criança que vem um brinde já tinha acabado”, relata.

Em meio à longa espera na fila do supermercado, a professora Inês Vieira, de 37 anos, criticou a alta. “Está tudo mais caro, deu para perceber a diferença em relação ao ano passado”.

A aposentada Marlene Marques, de 52 anos, sentiu a diferença. “Dá até tristeza”, brinca, ao sair com os ovos de Páscoa que comprou para os netos.  A corretora Vanieli Barbosa, de 33 anos, precisou fazer contas para ir às compras. “A gente acaba se adequando”.

Promoções aliviaram

Eliane Ferreira, de 29 anos, microempresária, afirmou ter sido ‘salva’ pelas promoções. “Aí deu para comprar para toda a família”. A funcionária pública Josieli Loubet, de 21 anos, também citou as promoções. “Apesar de estar caro, tinha bastante promoção”.

Números

O campo-grandense tem razão sobre o aumento. Se em  2014 a média do quilo do pescado vendido no feriado de Páscoa era de R$ 14,64, neste ano subiu para R$ 19,01, um aumento de 29,87%.

Já os ovos de Páscoa, além de aumento, registraram alta variação de preços. De acordo com pesquisa do Procon, em sete locais de vendas a variação chega a ser de 301,75%, por exemplo, no preço do coelho de chocolate ao leite de 50 gramas. Em um dos estabelecimentos consultados o produto é vendido a R$ 5,70 e em outro a R$ 22,90.

Outro chocolate, um ovo da Páscoa de 150 gramas está sendo vendido a preços que chegam a uma diferença de 85,13%. Em uma rede atacadista o chocolate pode custar R$ 18,90 e em outros lugares até R$ 34,99. Preços de chocolates de cinco marcas foram pesquisados pelo Procon. A equipe de reportagem encontrou ovos de R$ 15 a R$ 45.

Jornal Midiamax