Cotidiano

Campo Grande já tem diesel a R$ 2,71 e postos comemoram volta de caminhoneiros

Alíquota do ICMS sobre diesel caiu 5 pontos percentuais

Midiamax Publicado em 08/07/2015, às 13h18

None
posto.jpg

Alíquota do ICMS sobre diesel caiu 5 pontos percentuais

Uma semana depois de ser sancionada a Lei nº 4.688, que reduz a alíquota do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) do óleo diesel de 17% para 12%, parte dos postos de Campo Grande já repassaram a diminuição para o preço do combustível nas bombas. Com valores que variam de R$ 3,25 a R$ 2,71, a expectativa é que nos próximos dias a queda seja ainda maior.

Nos postos de combustível da área urbana da Capital, os preços ainda não tiveram grandes reduções. Na região central um dos valores mais baixos encontrados é R$ 3,06, o mais alto chega a R$ 3,25.

A explicação são os estoques ainda adquiridos com o valor anterior à medida, que geram um preço médio do óleo diesel de R$ 3,035. “Estamos esperando reduzir o estoque para comprarmos com o novo valor e aí repassar para o consumidor. Enquanto isso não podemos alterar o preço, senão, ficamos no prejuízo”, relata o gerente de um destes postos.

A redução é mais perceptível nas saídas e nas rodovias que cortam a Capital. Na BR-262 a redução começa no Posto Locatelli, onde o diesel é encontrado por R$ 2,95. “Com a crise nosso movimento caiu de 30% a 40%. Com essa redução já notamos uma animada nos clientes”, conta o gerente Fabiano André Dallas Sort.

Em outro posto da rodovia o preço é ainda menor: R$ 2,79. Segundo o gerente do local, a redução já chegou a 10 centavos e a expectativa é que seja ainda maior, já que o estoque ainda não foi renovado. “O que notamos é que distribuidoras que antes só colocavam o necessário para chegar a São Paulo, passaram a abastecer bem mais”, releva.

A mesma melhoria é comemorada por Celcenir Nogueira, gerente do Posto Caravágio. “As distribuidoras já passaram a optar por abastecer aqui, em vez de na fronteira do Estado e se conseguimos a redução da pauta fiscal do diesel vamos começar a competir igualmente com São Paulo”, relata.

Logo na entrada do estabelecimento uma faixa anunciando a redução do ICMS chama a atenção dos caminhoneiros que passam pelo Anel Rodoviário da BR-163. Com a medida, o diesel no local já é comercializado por R$ 2,73 e as mudanças são expressivas. Segundo Nogueira, em junho quatro novos funcionários foram contratados e outros quatro serão chamados neste mês.

“O Brasil é levado em cima de um caminhão, com a redução do diesel tudo melhora”, afirma Celcenir. A poucos quilômetros dali, no final da Avenida Guaicurus, fica o posto de combustível com preço mais baixo encontrado pela equipe do Jornal Midiamax: R$ 2,71.

Mesmo com o cenário otimista, o presidente da Sinpetro (Sindicato do Comércio Varejista de Combustíveis, Lubrificantes e Lojas de Conveniência), Edir Veigas diz acreditar que ainda é cedo para avaliar o mercado.

Nesta quarta-feira (8) a comissão formada para acompanhar a eficácia da redução de alíquota do ICMS fará sua primeira reunião, onde será feita uma análise mais geral dos primeiros efeitos da lei.

Além dos parlamentares que compõem a comissão, representantes das federações da indústria (Fiems), comércio (Fecomércio) e agricultura (Famasul), sindicato dos postos de combustíveis, sindicato das empresas de logística e Sefaz (Secretaria de Estado de Fazenda), estarão na reunião. 

Jornal Midiamax