Cotidiano

Bandeirantes comemora 50 anos de emancipação neste sábado

Prefeitura preparou programação para data comemorativa

Midiamax Publicado em 21/06/2015, às 00h43

None
35941723.jpg

Prefeitura preparou programação para data comemorativa

O município de Bandeirantes comemora neste sábado (20), 50 anos de emancipação política. Para este sábado está programada a realização do Desfile Cívico, apresentações de bandas e fanfarras, além de um show com grupo Trembão e dupla Felipe & MenonA agricultura e pecuária de pastagem são os principais destaques da economia do município.

História

Referências históricas mais conhecidas e confiáveis indicam como primeiros habitantes da região de Bandeirantes os componentes da família de José da Rocha Xavier e Maria Abadia de Castro, proprietários da Fazenda Cervo, região esta que era atravessada pelo caminho que ligava Campo Grande a Coxim (ligação também para Cuiabá e o estado de Goiás).

Bandeirantes nasceu dos sonhos de homens e mulheres, verdadeiros desbravadores, que em (1881-1882) vieram da região de Rio Verde de Goiás um grupo de familiares, que tinham como líder o médico Jerônimo Pereira Maia, avô materno de José da Rocha Xavier, que já ficara conhecendo esta região quando de sua possível participação na Guerra do Paraguai (1864-1870).

As famílias pioneiras da região chegaram em 1883 e dentre eles Jerônimo Pereira Maia que estabeleceu sua sede próximo do Córrego da Mata com o Bracinho, Manoel Pereira Maia no Córrego da Divisa, Jerônimo Pereira Maia Filho, no Córrego da Lagoa até o Macaúba, Quirino Nogueira Gomes no Córrego Macaúba, Idalécio Arantes no Córrego da Ronda, Antônio Pereira de Souza no Córrego da Ronda, José da Rocha Xavier da Cabeceira do Córrego Cervo até o Córrego Cervinho formando duas sedes uma no Córrego da Mata (hoje cidade de Bandeirantes) para lavoura e outra no Córrego Figueira (braço do Córrego Cervinho) e ainda Manuel de Souza Brandão no Córrego Ponte Vermelha e a família de José Luiz de Oliveira que se instalaram na região do Rio São João. Vieram seus filhos e seus netos, e nesta terra plantaram suas raízes e deu origem a região hoje Município de Bandeirantes.

A família Rocha tem sua tradição religiosa como marca na sua participação histórica ligada ao Santuário do Divino Pai Eterno em Trindade de Goiás, cidade fundada por Constantino Xavier Maia, avô paterno de José da Rocha Xavier o fundador de Bandeirantes.

Em 18 de Janeiro de 1930, pelo Decreto n° 898, o Governo do Estado reservou no lugar denominado Cervinho, de propriedade de José da Rocha Xavier, uma área de 8.702 ha destinada ao povoamento que foi loteada com a denominação de Colônia Bandeirantes no Distrito de Jaraguari, município de Campo Grande. Em 1958, Quinca Rocha elegeu-se prefeito de Jaraguari e criou o Distrito de Bandeirantes pela Lei Estadual nº 1.128, de 17de Novembro de 1958, subordinado ao município de Jaraguari.

Em 11 de novembro de 1963 Bandeirantes é oficialmente criada pela Lei Estadual nº1.947,de autoria do Deputado Valdevino Rodrigues Guimarães e sancionada pelo Governador Fernando Correa da Costa, e é finalmente instalada em 20 de junho de 1965. (Informações do Engenheiro Agrônomo, vice-presidente do Sindicato Rural Patronal de Bandeirantes, Édson Domingos da Rocha) .

Jornal Midiamax