Cotidiano

Após ‘tapa buraco’, prefeito diz que deve abrir discussão sobre a Júlio de Castilho

Revitalização da avenida custou mais de R$ 18 milhões e obra já passa por manutenção

Midiamax Publicado em 17/01/2015, às 16h19

None
castilho.jpg

Revitalização da avenida custou mais de R$ 18 milhões e obra já passa por manutenção

O prefeito de Campo Grande, Gilmar Olarte (PP), disse na manhã que não foi sua administração que realizou as obras de revitalização da Avenida Julio de Castilho. Olarte foi indagado sobre a qualidade do asfalto que refeito há pouco tempo já precisou passar por operação ‘tapa buracos’.

“Quem fez? Não fui eu. A prefeitura vai vê”, declarou Olarte durante uma visita no Mercadão Municipal. O chefe do executivo na Capital disse que a prefeitura deve abrir uma rediscussão sobre a obra após isso uma medida deve ser tomada em relação a via.

“Quando ficasse liberado eu seria notificado. Se tiver concluso, nós vamos abrir a rediscussão sobre a Julio de Castilhos com todas as partes interessadas”, concluiu.

 Obra

As revitalização pela qual passou a Avenida Júlio de Castilho, liberada totalmente para tráfego de veículos há cerca de um ano custou mais de R$ 18 milhões. Apesar de ter demorado cerca de dois anos e meio para ficar pronta, a via já enfrenta reclamações e causa transtornos para comerciantes, pedestres e motoristas, além de apresentar vários problemas estruturais.

Jornal Midiamax