Cotidiano

Agentes da PRF fazem passeata e panfletagem na Ponte da Amizade

O trânsito ficou parado por 15 minutos e neste momento está lento nos dois sentidos

Clayton Neves Publicado em 14/07/2015, às 14h06

None
unnamed.jpg

O trânsito ficou parado por 15 minutos e neste momento está lento nos dois sentidos

O SinPRF-MS (Sindicato dos Policiais Rodoviários Federais de MS), em conjunto com os sindicatos de Mato Grosso, Rio Grande do Sul, Paraná, Rondônia, Amazonas e Santa Catarina, realizam na manhã desta terça-feira (14) uma passeata entre a Delegacia da PRF e a Ponte da Amizade, em Foz do Iguaçu. São cerca de 150 policiais que, mesmo com o tempo chuvoso, atenderam ao apelo da FenaPRF (Federação Nacional dos Policiais Rodoviários Federais) para reivindicarem a indenização de fronteira e a reestruturação de carreira, que fazem parte das demandas da  Campanha Salarial 2015.

Portando cruzes amarelas, que representam as mortes no trânsito, os PRFs querem sensibilizar as autoridades e a população quanto à importância da instituição para a segurança pública e a necessidade de valorizar o policial dando condições dignas de desempenharem seu trabalho.Segundo Lúcio Nogueira, presidente do SinPRF-MS, a falta de efetivo em Mato Grosso do Sul é outro ponto sensível das reivindicações, principalmente por ser região de fronteira com o Paraguai e a Bolívia, países conhecidos por serem fornecedores de drogas. “São 1.517 quilômetros de fronteira seca a serem fiscalizados pelos postos de Corumbá, Ponta Porã e Anastácio, corredor não apenas de entrada de drogas, como também saída de carros roubados no Brasil e os policiais não recebem adicional de fronteira por isso, o que acaba por desmotivar quem é locado nessas regiões”, explica.

Na Ponte da Amizade, que liga a cidade de Foz do Iguaçu  e Ciudad del Este no Paraguai, os PRFs cantaram o Hino Nacional e fazem panfletagem e adesivagem dos carros neste momento.  A passeata seguiu um trajeto de quatro quilômetros. O trânsito ficou parado por 15 minutos e neste momento está lento nos dois sentidos.

Jornal Midiamax