Cotidiano

Robinho é aposta para Santos reverter “buraco” com Damião

O retorno de Robinho à Vila Belmiro representa mais do que um reforço para qualificar o Santos de Oswaldo de Oliveira na disputa do Campeonato Brasileiro. A sua volta passa pela política do clube, é a provável última cartada da situação para as eleições presidenciais e também pelo projeto de alavancar o centroavante Leandro Damião. […]

Arquivo Publicado em 08/08/2014, às 13h16

None
2035885217.jpg

O retorno de Robinho à Vila Belmiro representa mais do que um reforço para qualificar o Santos de Oswaldo de Oliveira na disputa do Campeonato Brasileiro. A sua volta passa pela política do clube, é a provável última cartada da situação para as eleições presidenciais e também pelo projeto de alavancar o centroavante Leandro Damião. Robinho é visto como a solução para revalorizar o camisa 9, que custou R$ 42 milhões e está em baixa pela série de más atuações pelo clube e recentes lesões.


“O Robinho e o Damião já se conheciam, tinham atuado juntos na Seleção. Achei legal a troca de ideia entre os dois, vou me esforçar bastante para que se entrosem e se introduzam em campo”, disse o treinador.


“Acho que na questão dos valores, ele (Robinho) vai dividir as responsabilidades com o Damião porque é um atleta valorizado. Esse assunto é algo relevante, sempre relatado, e não podemos fugir dele, é algo de domínio público, que sempre foi levado em consideração toda a vez que o Leandro entrou em campo. Espero, agora, que venha a dividir um pouco os aspectos dessa responsabilidade e ajude-o a produzir para a equipe”, completou.


Oswaldo está empolgado. Escalou a dupla de titular logo na primeira atividade de Robinho, mesmo ainda sem a confirmação da regularização de sua documentação na CBF.


Damião não alavancou no Santos. Teve primeiro semestre tímido, de cinco gols em 18 partidas pelo clube, e viu aumentar a pressão em torno de si com o apagão nas duas partidas que culminaram na perda do Campeonato Paulista para o Ituano.


Pouco após isso, teve anunciada uma pubeíte (lesão ocasionada por inflamação na região do púbis) que o afastou por mais de 60 dias. O clube ainda externou externou que o camisa 9 já apresentou o quadro ainda nos exames médicos iniciais antes de ter a contratação anunciada, no início de janeiro, mas que, mesmo assim, o acerto não foi repensado. Na sequência, próximo a volta, nova lesão, torção no tornozelo esquerdo.


A volta diante do Internacional, quando atuou em parte do segundo tempo, também já foi contestada devido a uma grande chance desperdiçada no final do jogo. Damião ainda não encontrou paz no Santos, mas pode tê-la pelo bom histórico de Robinho de parcerias camisas 9 na Vila. Foi assim com Alberto, em 2002, Ricardo Oliveira, em 2003, Deivid, em 2004 e 2005, e por último com André, em 2010.


Damião já rasgou elogios ao novo parceiro e falou que acredita que Robinho pode ajudá-lo a voltar à Seleção. Acredita, inclusive, na própria volta do camisa 7. O clássico será o primeiro grande teste.

Jornal Midiamax