Cotidiano

Motor de veículo explode e carro pega fogo no bairro Mata do Jacinto

O acidente aconteceu enquanto o condutor ia ao supermercado na manhã desta segunda-feira (31), em Campo Grande.

Arquivo Publicado em 31/12/2012, às 14h00 - Atualizado em 07/07/2020, às 16h26

None
1779968689.jpg

O acidente aconteceu enquanto o condutor ia ao supermercado na manhã desta segunda-feira (31), em Campo Grande.

O veículo Pálio branco, placas JZR-2410, foi incendiado por volta das 10h30 desta segunda-feira (31) em Campo Grande. O acidente ocorreu na rua Edelvina do Nascimento, no bairro Mata do Jacinto em Campo Grande.


De acordo com informações do condutor do veículo, Alcides Cristino Junior, 47, a causa teria sido o abastecimento de forma equivocada com álcool., em um carro movido a gasolina.



Segundo Alcides, ele foi ao posto de gasolina abastecer o veículo neste domingo (30) e o frentista teria perguntado se era para colocar álcool. Sem perceber ele respondeu que sim, sendo que seu veículo é movido a gasolina. Alcides teria andado durante todo o domingo com o veículo normalmente.



Contudo, enquanto ia ao supermercado do bairro nesta manhã, Alcides conta que o veículo não dava partida. Como é injeção eletrônica, não poderia ter sido dado ‘tranco’, mas mesmo assim ele tentou por duas vezes e no terceiro ‘tranco’ ocorreu uma explosão.


Após o estrondo, Alcides viu que seu veículo estava pegando fogo no motor. O vendedor Bruno de Souza Brandão, 22 , que presenciou o incêndio no veículo disse que o barulho parecia uma explosão de uma bomba. “Foi bastante alto”, ressaltou. Moradores locais informaram que pelo barulho parecia que o carro tinha colidido contra um poste.


Alcides falou que num primeiro momento ele pediu ajudar para uma moradora porque viu uma mangueira pelo portão de sua casa, mas ela se negou a ajudar. “Talvez se ela tivesse me ajudado não tinha causado tantos danos. Ela só foi sair da casa dela quando viu o Corpo de Bombeiros e a chama muito alta”, declarou.


Moradores chegaram com extintores para tentar apagar o fogo e logo em seguida uma viatura Auto Bomba Tanque dos Bombeiros foi acionada para conter as chamas. Em menos de dois minutos o fogo foi apagado.


O tenente Bruno Lima do 6º GB confirmou que o combustível pode ter sido a causa do fogo. “Realmente como o veículo foi abastecido com combustível diferente, o carro entende que foi colocado combustível adulterado e esta pode ser a causa do incêndio”, afirmou.


A parte da frente do veiculo ficou completamente destruída. Questionado se cobraria do frentista ou do posto os reparos, Alcides disse que não. “O erro foi meu de não ter entendido o que ele me perguntou. Agora meu plano para 2013 é comprar um carro flex para não passar por isso novamente”, lamentou. O veiculo não possui seguro.

Jornal Midiamax