Cotidiano

Incêndio atinge vegetação em bairro de Três Lagoas e piora condição do ar

Moradores não sabem dizer como começaram as chamas, mas o imenso fogaréu e a fumaça gerada agravam a situação da baixa umidade do ar.

Arquivo Publicado em 23/06/2011, às 17h06

None
622444772.JPG

Moradores não sabem dizer como começaram as chamas, mas o imenso fogaréu e a fumaça gerada agravam a situação da baixa umidade do ar.

Em meio ao clima seco, no qual a umidade relativa
do ar registra números abaixo do ideal, pessoas ainda contribuem, de forma
irresponsável para agravar a situação, em Três Lagoas.

O Midiamax flagrou na manhã desta quinta-feira (23)
um exemplo desse tipo de atitude. O mato em chamas, ao redor da rua Egídio Tomé,
nas proximidades do Alto da Boa Vista, denunciava o pouco caso que algumas
pessoas têm diante da baixa umidade do ar.

Os moradores não sabem dizer como o fogo teve início.
De acordo com o local, em que as chamas se alastram por toda a vegetação, ao
redor de uma pequena lagoa, uma das hipóteses é de que a brasa de um cigarro,
jogado no local, tenha sido a causadora da queimada.

Até o momento, nenhuma equipe do Corpo de Bombeiros,
veio combater as chamas. Entretanto, os moradores acreditam que o fogo se
apague sozinho devido às proximidades da lagoa e não temem que ele atinja residências
por ser uma área desabitada e apenas com pastagem.

“O único problema é o que isso provoca à saúde. Mas
não podemos fazer nada a não ser tentar nos proteger. Uma das formas é
umidificar, ao máximo, nossas casas”, relatou um dos moradores, que preferiu não
se identificar.

Jornal Midiamax