Cotidiano

Prefeitura de Ponta Porã tapa buracos com terra

Ao assumir o cargo em janeiro de 2005, o prefeito Flávio Kayatt disse que jamais admitiria que os buracos das ruas pavimentadas fossem tapados com terra, “como fazia a administração passada”, e sim usaria “asfalto de primeira” para consertar as ruas. O discurso foi bonito, pois “vassoura nova varre bem”, mas as cerdas desgastadas do […]

Arquivo Publicado em 30/03/2010, às 21h18

None

Ao assumir o cargo em janeiro de 2005, o prefeito Flávio Kayatt disse que jamais admitiria que os buracos das ruas pavimentadas fossem tapados com terra, “como fazia a administração passada”, e sim usaria “asfalto de primeira” para consertar as ruas. O discurso foi bonito, pois “vassoura nova varre bem”, mas as cerdas desgastadas do atual governo o fizeram ‘morder a língua’.

Ontem, atendendo denúncias de populares, a reportagem esteve na Rua 7 de Setembro, onde uma equipe da Secretaria Municipal de Obras e Infra-estrutura estava fazendo uma operação ‘tapa-buraco’ utilizando terra e cascalho. Infelizmente, a queixa da população tinha procedência. Contrariando o discurso de efeito de seis anos atrás, vários buracos no asfalto foram deixados cheios de terra.

Com a piaçava carcomida, a ‘vassoura governamental’ não varre com a eficiência prometida nas poucas operações tapa-buracos nas vias pavimentadas do perímetro urbano do município. Talvez por estar sendo executado com recursos próprios, o serviço está longe de garantir condições de trafegabilidade nas ruas asfaltadas de Ponta Porã.

Alguns casos são preocupantes, como dois buracos de tamanho considerável que a cada dia aumentam em dimensão e profundidade na Rua Marechal Floriano, próximo ao cruzamento com a Rua Tiradentes, no sentido centro-bairro. Outro semelhante está na Avenida Brasil, também próximo à esquina com a Tirandentes, no mesmo sentido. Todos colocam em risco tanto motoristas quanto veículos.

Jornal Midiamax