Calça justa

O acordo firmado pelo presidente do Senado Federal, Rodrigo Pacheco (PSD-MG), com
parlamentares da oposição para desobstruir as votações colocou o presidente da Câmara,
Arthur Lira (PP-AL), em calça justa. Pacheco se comprometeu a pautar matérias que
alteram o tempo de mandato de ministros do STF, limitam as decisões monocráticas nos
tribunais superiores, entre outras. Lira, no entanto, já afirmou que não vai patrocinar
pautas anti-STF. O movimento da oposição – encabeçado pelo PL, Novo e frentes
parlamentares – se intensificou após decisões do STF vistas pelos parlamentares como
interferência do Judiciário em temas de competência do Congresso.

Dois afagos

Além de ceder o comando da Caixa Econômica, o Governo Lula abriu o cofre para
afagar o Centrão. Liberou crédito de R$ 425 mi para a Companhia de Desenvolvimento
dos Vales do São Francisco e do Parnaíba (Codevasf), loteada por apadrinhados do
insaciável grupo de parlamentares do Congresso. A Caixa ficará com porteira fechada
para o PP, sob o controle de Arthur Lira e Ciro Nogueira.

Anistia

Mais de 289 mil pessoas apoiam o projeto (PL 5064, de 2023) do senador Hamilton
Mourão (Republicanos -RS), ex-vice-presidente no governo de Jair Bolsonaro (PL), que
pretende anistiar os acusados e condenados pelos atos antidemocráticos de 8 de janeiro.
Cerca de 248 mil pessoas votaram contra a proposta, conforme consulta pública aberta
pelo Senado. Só falta convencer a maioria do Senado.

Pupilo

O ex-presidente Jair Bolsonaro sinalizou que descarta, por ora, apoio à reeleição do
prefeito Ricardo Nunes (MDB) e mantém-se fechado com o deputado federal e ex-
ministro Ricardo Salles para a disputa à Prefeitura de . Bolsonaro tem
elogiado a gestão de Salles e repetido que ele terá o mesmo “sucesso” na capital
paulista.

Rixa

Embora o nome do ministro da Justiça, Flávio Dino, se sobressaia na bolsa de apostas, o
presidente do Tribunal de Contas da União (TCU), Bruno Dantas, está no páreo para a
possível indicação do presidente Lula para a vaga no STF. A escolha dele passaria por
uma costura envolvendo a rixa entre o senador (MDB-AL) e o
presidente da Câmara Arthur Lira (PP-AL).

Significativo

A criação da Secretaria de Integridade Privada pela Controladoria-Geral da União
(CGU) teve papel significativo no combate a ilícitos envolvendo suborno estrangeiro.
A avaliação positiva é da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento
Econômico (OCDE). Atualmente, o órgão investiga cinco empresas acusadas de
suborno.

ESPLANADEIRA

# Banco divulga parceria com CRM&Bônus para oferecer benefícios ao setor de varejo. # Supermercados Guanabara oferece Mamografia e Papanicolau de graça para funcionário por meio do Sesc Saúde. # Escola de Negócios e Seguros promove aulão para o dia 1º, às 17h, no YouTube. # TRF-1 lança lista sêxtupla de candidatos a desembargador federal indicando quatro mulheres para o cargo. # Fundação Grupo Boticário promove evento online com jornalistas sobre mudanças climáticas no dia 31. # Campanha da CSN Cimentos doa brinquedos para 30 instituições sociais no Mês das Crianças.

Saiba Mais