As fortes chuvas e rajadas de vento que atingiram grande parte do Estado de nesta sexta-feira (3) deixaram ao menos uma pessoa morta. Em Osasco, na Grande São Paulo, duas árvores caíram sobre um muro na Avenida Luiz Rink, atingindo um veículo e matando uma pessoa que estava no interior do automóvel, de acordo com a .

A Defesa Civil Estadual entrou em estado de atenção para as fortes . Toda a capital entrou em estado de atenção para alagamento. Em São Caetano do Sul foi registrado queda de granizo. Em Santo André há bairros sem energia elétrica.

Às 16h35 (horário local), o já registrava 120 chamados para quedas de árvores, 12 para desabamentos e um para enchente na Região Metropolitana de São Paulo.

Várias árvores caíram nas imediações do Parque do Ibirapuera, na zona sul. Ao menos duas árvores também caíram na Avenida Águia de Haia, entre a Rua Apoquitaua e a Rua Francisco Monteiro, na Ponte Rasa, na zona leste de São Paulo. Moradores estão sem energia na rua. Ônibus ficaram parados na Avenida Águia de Haia sem conseguir seguir caminho, onde o trecho foi interrompido.

Ventos chegaram a 100 km/h com fortes chuvas em São Paulo

A Enel Distribuição São Paulo informou que as fortes chuvas e rajadas de vento de até 100 km/h que atingiram parte da área de concessão da distribuidora na tarde desta sexta-feira provocaram quedas de árvores e galhos na rede elétrica, interrompendo o fornecimento de energia para alguns clientes.

Os voos no aeroporto de Congonhas também foram afetados nesta sexta-feira. Houve uma pane elétrica e o embarque de passageiros foi suspenso.