O Corpo de do foi acionado na manhã desta quarta-feira (6) para atender a uma ocorrência de incêndio causado por uma explosão em prédio da quadra 510 do Noroeste. Uma vítima, que ainda não foi identificada, teve 70% do corpo queimado e está em estado gravíssimo. Ela foi atendida e encaminhada a um hospital.

Comerciantes que trabalham embaixo do Edifício Sunset relataram momentos de susto após explosão. Proprietária da clínica de fisioterapia e hidroterapia Vitalità, Maria Clara Falk, 40 anos, descreveu um barulho parecido com a queda de um avião.

“Por volta das 8h20, desligaram o gás e 40 minutos depois explodiu. É uma situação difícil, mas agradeço muito por não ter ceifado nenhuma vida. Os animais estão salvos e o dano que teve foi material, o que a gente recupera”, relembra.

Os funcionários da clínica estavam no intervalo para receberem os próximos pacientes da manhã. Quando ouviram explosão, foram ajudar os moradores e ajudar a saírem com os pertences.

“O nosso coordenador da fisioterapia subiu para socorrer as pessoas em um ato de bravura. Ele foi entrando nos apartamentos, pegando os cachorros e gatos que ficaram para trás. Os outros funcionários nossos levaram todos os animais para o shop (para serem cuidados)”, relata a empresária.

Maria diz que, logo após o barulho, não havia entendido o que aconteceu. “Eu só via as pessoas descendo e correndo para a parte de baixo”, lembra Maria Clara.

Resgate de pets

Samira Mendonça, proprietária do pet shop que fica no bloco, disse que ela e o marido conseguiram resgatar três gatos e quatro cachorros que moravam com os tutores no prédio. “Fomos cercando e trazendo-os para cá. Demos abrigo aos bichinhos, que estavam muito assustados, mas sem ferimentos, até que os donos viessem buscá-los”, conta a empresária.

O casal começou o negócio há dois meses e tinha um atendimento marcado para as 9h. A explosão ocorreu poucos instantes antes de o cliente chegar ao estabelecimento. O pet shop não teve danos materiais.

Saiba Mais