Site reúne serviços da plataforma gov.br voltados a estudantes

Perfil do Cidadão Brasileiro Estudante ajudará na busca de emprego
| 10/05/2022
- 12:24
Site reúne serviços da plataforma gov.br voltados a estudantes
Plataforma do Gov.Br (Foto: Macello Casal Jr)

Os serviços e informações disponibilizados pela plataforma gov.br a estudantes da educação básica à superior estão agora concentrados em um só site: o Perfil do Cidadão Brasileiro Estudante.ebc - Site reúne serviços da plataforma gov.br voltados a estudantesebc - Site reúne serviços da plataforma gov.br voltados a estudantes

Para acessar o Perfil do Cidadão Brasileiro Estudante, clique aqui.

O espaço é uma espécie de atalho que possibilita obter ou protocolar documentos e acessar programas do Ministério da Educação — como o Enem (Exame Nacional do Ensino Médio), Sisu (Sistema de Seleção Unificada), Prouni (), Enade (Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes) e o Fies (Fundo de Estudantil).

Possibilita também fazer pesquisas em universidades, institutos ou outras entidades educacionais e obter informações sobre programas de assistência social e serviços de finanças, impostos e gestão pública.

Há também serviços para estudantes com deficiência e estrangeiros, biblioteca digital e informações sobre infraestrutura, trânsito e transportes de estudantes.

Empregos

O perfil permite ainda o cadastro de currículos e disponibiliza serviço de busca de vagas no Sine (Sistema Nacional de Emprego). Pode-se agendar entrevista com possíveis empregadores.

Segundo o Ministério da Educação, o Perfil do Cidadão Brasileiro Estudante “concentra diversas informações e serviços voltados para o público estudantil, tornando mais fácil para o usuário navegar na plataforma e encontrar o que deseja”, de forma “fluida, intuitiva e personalizada”, quando na busca por serviços digitais.

O MEC acrescenta que há outros recursos, serviços e soluções que serão, em breve, incluídos na plataforma, uma delas, visando a fortalecer as ações de recuperação das aprendizagens pós-pandemia.

Veja também

Tribunal Regional Eleitoral do Pará também sofreu com as mesmas brincadeiras

Últimas notícias