A SES-MG (Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais) informou que investiga uma suspeita de morte por varíola dos macacos. Esta é a primeira suspeita de óbito causado pela doença no Brasil.

Conforme a nota, se trata de uma pessoa que morava em Uberlândia e que trabalha em Araguari, no Triângulo Mineiro. A suspeita de morte foi notificada pela SES mineira no sábado (11), mas ganhou repercussão nesta segunda-feira (13).

Conforme a nota, publicada na íntegra pelo O Globo, “ainda não há nenhum outro caso sintomático” dentre os contatos próximos da pessoa. “Para o diagnóstico laboratorial, a SES-MG orientou que fosse coletada a amostra para a análise pela Fundação Ezequiel Dias (Funed)”.

Segundo a Secretaria, todos os dados clínicos também serão avaliados pela equipe técnica do Estado e do para classificação e encerramento do caso. “A SES-MG, a SRS Uberlândia e as secretarias municipais de Saúde de Araguari e Uberlândia estão investigando o caso e monitorando os contatos próximos”, afirma a nota.

Por fim, a SES-MG afirmou que os “demais dados quanto ao caso não serão divulgados para preservar a privacidade e individualidade do paciente, conforme a Lei Geral de de Dados Pessoais (LGDP)”.

Casos no Brasil

Conforme o ministério, no momento, o Brasil registra três casos confirmados, sendo dois em e um no Rio Grande do Sul. Estão em investigação seis casos suspeitos. Todos seguem isolados e em monitoramento.