Brasil

Vacinação vai manter confiança do investidor e retomar atividade, diz Firjan

O plano de imunização em massa chega em momento fundamental para garantir a retomada sustentável da economia nacional e, em especial, a fluminense, afirma em nota a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). A entidade estima que o impacto da doença vai fazer o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cair 4,4%. De […]

Agência Estado Publicado em 15/01/2021, às 21h02

Vacina CoronaVac. (Foto: China Daily / Reuters)
Vacina CoronaVac. (Foto: China Daily / Reuters) - Vacina CoronaVac. (Foto: China Daily / Reuters)

O plano de imunização em massa chega em momento fundamental para garantir a retomada sustentável da economia nacional e, em especial, a fluminense, afirma em nota a Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan). A entidade estima que o impacto da doença vai fazer o Produto Interno Bruto (PIB) do Estado cair 4,4%.

De acordo com a Firjan, “o quadro sanitário causado pela pandemia da Covid-19 precisa ser superado com rapidez e eficiência. Neste momento, a vacinação será importante para manter a confiança do investidor e retomada da atividade e emprego”, declara. Ao todo o Estado perdeu 188 mil empregos no auge da pandemia.

A Firjan informa que mesmo com as medidas de flexibilização de circulação de pessoas, os empregos perdidos ainda não foram recuperados. “Entre os Estados brasileiros, o mercado de trabalho fluminense tem apresentado a retomada mais lenta. Para 2021, projeta-se crescimento de 2,9% do PIB do Estado. Um plano de vacinação será fundamental neste momento e traz boas perspectivas para o ritmo de retomada da atividade”, avalia.

A entidade destaca ainda, que os empresários industriais apoiam a articulação entre as três esferas de poder do País, no qual todos os poderes estejam comprometidos com a questão sanitária e a retomada consistente da atividade econômica.

“A Firjan reitera que, nesse cenário, a continuidade da agenda de reformas estruturais é fundamental. Somente dessa forma teremos a retomada da confiança, investimentos e crescimento sustentável”, conclui o documento.

Jornal Midiamax