Sites do Ministério da Saúde e Conecte SUS saem do ar após ataque hacker

Grupo que assumiu a autoria informou que os dados foram copiados e excluídos
| 10/12/2021
- 10:53
Texto foi deixado pelos autores da invasão logo após os sites saírem do ar
Texto foi deixado pelos autores da invasão logo após os sites saírem do ar - (Foto: Reprodução/Site do ConecteSUS)

O site e aplicativo do ConecteSUS e do Ministério da Saúde foram hackeados na madrugada desta sexta-feira (10). O ataque derrubou os servidores, impedindo que usuários consigam acessar seus dados ou até mesmo baixar seu comprovante de vacinação contra a covid-19.

O ataque foi assumido por um grupo chamado de ‘Lapsus$’. Nas duas páginas, os invasores escreveram que o portal sofreu um ataque "ransomware" e que "50 TB de dados foram copiados e excluídos".

Algumas horas depois, a mensagem foi excluída, mas as páginas seguem inacessíveis. Até o momento, o Governo Federal ou Ministério da Saúde ainda não se posicionaram sobre o ataque.

O ConecteSUS é o aplicativo responsável pela emissão do Certificado Nacional de Vacinação Covid-19, exigido para acessar locais públicos. Até o momento, o comprovante é exigido em 19 capitais do Brasil, Campo Grande não está inclusa.

O que é ransomware?

Ransomware é um tipo de vírus que sequestra o conteúdo do computador da vítima e um valor em dinheiro pelo resgate, geralmente usando a moeda virtual bitcoin, o que dificulta rastrear o criminoso.

Este tipo de "vírus sequestrador" age codificando os dados do sistema operacional de forma com que o usuário não tenha mais acesso.

*Com informações do G1.

Veja também

Novamente defendendo Bolsonaro, o ministro disse que "todo mundo comete excessos"

Últimas notícias