Foi encontrado um pênis de borracha na mesa de um professor da academia de polícia militar, do Barro Branco, na Zona Norte de São Paulo, no dia 12 de novembro. A polícia investiga o ocorrido e agentes poderão ser punidos e expulsos da corporação, por tal “brincadeira”.

Segundo informou a Folha de S.Paulo, a mesma pessoa que deixou o objeto na mesa do computador do docente, também derramou água no equipamento. No momento, não havia câmeras na sala, para localizar quem teria feito isso, alunos e funcionários foram obrigados a ficar no local até que o caso fosse solucionado. Porém, como o envolvido não foi encontrado, todos foram liberados.

Mesmo que a ação tenha gerado falatório entre os agentes e piadas nas redes sociais, tal “brincadeira” poderá ter consequências graves. A equipe policial confiscou objetos, inclusive o pênis de borracha, para identificar as digitais deixadas nas superfícies e comparar com as dos integrantes da academia. Caso o autor seja encontrado poderá ser expulso.

A Academia do Barro Branco, conta com 660 cadetes e cerca de 140 funcionários, além de ser responsável pela formação dos principais quadros da corporação.