Brasil

Menina de 6 anos sofre morte cerebral e médicos descobrem que ela era vítima de abuso

O caso correu no Espírito Santo; padrasto é o principal suspeito e já está preso

Gabriel Neves Publicado em 18/05/2021, às 09h53

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Reprodução/Filiada Globo)

Uma menina, 6 anos, faleceu nesta segunda-feira (170), no Hospital Infantil de Vitória, no Espírito Santo. A causa da morte foi cerebral, mas os médicos constataram que a vítima teria sofrido violência sexual e o padrasto é o principal suspeito.

Conforme publicado no portal UOL, a criança foi internada na última sexta-feira (14) com ferimentos graves pelo corpo. Devido à situação, a paciente foi transferida para outro hospital, onde foi constado que ela também havia sofrido violência sexual.

A Polícia Civil de Ecoporanga confirmou que o principal suspeito, padrasto da criança, já está preso, após ser encontrado em um matagal durante uma operação conjunta com a Polícia Militar do município.

O pai da criança teria autorizou a retirada dos órgãos. Até a manhã desta terça-feira (18), a menina seguia ligada a aparelhos no Hospital Infantil de Vitória até que a cirurgia para retirada dos órgãos que serão doados seja iniciada e concluída.

Após os médicos do segundo hospital que atendeu a criança perceberem que ela havia sofrido violência sexual, acionando a polícia, a mãe da menina confessou para as autoridades que o padrasto agrediu a menina e já abusava sexualmente da filha.

A mãe foi presa por omissão, sendo encaminhada para o Centro de Detenção Provisória de Colatina, também no Espírito Santo.

Jornal Midiamax