Brasil

Inscrições do Prouni iniciam nesta terça; confira o passo a passo

Prazo termina na sexta e processo deve ser feito pela internet

Gabriel Neves Publicado em 13/07/2021, às 07h56

Imagem ilustrativa.
Imagem ilustrativa. - (Foto: Reprodução)

As inscrições para o Prouni (Programa Universidade para Todos) já podem ser realizadas a partir desta terça-feira (13) e o prazo segue até às 23:59 de sexta-feira (16). São 134.329 bolsas ofertadas, sendo 69.482 bolsas integrais e 64.847 parciais.

Conforme o calendário disponibilizado pelo MEC (Ministério da Educação), o resultado da primeira chamada está previsto para o dia 20 de julho. O programa oferece bolsas de estudo de 100% e de 50% em universidades particulares.

Inscrições

As inscrições são feitas apenas pela internet. O estudante interessado deve acessar a página do Prouni e realizar seu cadastro na página do gov.br.

Se já tiver o cadastro realizado na página, é só digitar o CPF e a senha. O candidato não paga nada para realizar o processo.

Quem pode se inscrever?

Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal, por pessoa da família, deve ser de até 3 salários mínimos.

O candidato também precisa ter realizado o último Enem e ter alcançado, no mínimo, 450 pontos de média nas notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação ou ter feito o Enem na condição de treineiro.

Para participar do Prouni, é preciso, ainda, atender a pelo menos uma das seguintes condições: ter cursado o ensino médio completo em escola da rede pública ou em escola da rede privada, desde que na condição de bolsista integral da respectiva instituição. Esta condição é válida tanto para quem cursou todo o ensino médio em escola privada, como para quem teve apenas uma parte dos estudos realizados em escola privada, sendo a outra parte em escola pública.

As demais condições são: ser pessoa com deficiência; ser professor da rede pública de ensino, no efetivo exercício do magistério da educação básica e integrar o quadro de pessoal permanente de instituição pública. Para quem comprova ser professor da rede pública não é aplicado o limite de renda exigido aos demais candidatos.

Jornal Midiamax