Brasil

Governo cria “comitê” para eleger Lira e Pacheco no Congresso

O Palácio do Planalto ampliou os esforços nas campanhas de Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, respectivamente. Segundo a revista Veja, foi criada até uma “sala de guerra” para coordenar a busca por votos. O objetivo é garantir que as duas casas do […]

Adriel Mattos Publicado em 23/01/2021, às 17h07 - Atualizado às 17h10

Foto: Marcos Corrêa/PR
Foto: Marcos Corrêa/PR - Foto: Marcos Corrêa/PR

O Palácio do Planalto ampliou os esforços nas campanhas de Arthur Lira (PP-AL) e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) para a presidência da Câmara dos Deputados e do Senado Federal, respectivamente. Segundo a revista Veja, foi criada até uma “sala de guerra” para coordenar a busca por votos.

O objetivo é garantir que as duas casas do Legislativo federal estejam sob comando de políticos simpáticos. Lira e Pacheco têm como principais adversários os emedebistas Baleia Rossi (SP) e Simone Tebet (MS), respectivamente.

Quem encabeça essa “força-tarefa” é o ministro-chefe da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos. Ele tem acompanhado diariamente os avanços e retrocessos de cada um dos candidatos, contabilizando votos contra e a favor, e utilizando as boas relações com os partidos para abrir caminho aos candidatos do governo.

Diante da queda de popularidade do presidente da República, Jair Bolsonaro, Ramos tem se reunido com parlamentares, que comentam que o ministro frisa que a eleição dos dois candidatos é “a missão de nossas vidas”.

Jornal Midiamax