“O ministro Luís Roberto Barroso esclarece que o controle do comprovante de vacinação pode ser feito, como regra, pelas companhias aéreas no momento do embarque, como já é feito com o exame de PCR e a declaração à ”, afirma a nota do STF.

O presidente da república, por sua vez, distorceu a proposta da Anvisa sobre o passaporte da vacina, chamando o passaporte de “coleira”. A decisão sobre a exigência está em análise pelo plenário do STF.

Saiba Mais