Brasil

Com atraso devido a chuva, comboio com 160 mil m³ de oxigênio chega em Manaus

Com atraso, devida as condições da rodovia BR-319, sete caminhões ue saíram de Porto Velho (RO) com uma carga de cerca de 160 mil m³ de oxigênio chegaram a Manaus pouco antes das 12h deste domingo (24). Quatro caminhões saíram de Porto Velho na quarta-feira (20) e deveriam chegar a Manaus em 36 horas. Os […]

Gabriel Neves Publicado em 24/01/2021, às 13h14

Comboio com oxigênio enviado de Porto Velho (RO) chegou a Manaus neste domingo. (Foto: Reprodução/Patrick Marques/G1)
Comboio com oxigênio enviado de Porto Velho (RO) chegou a Manaus neste domingo. (Foto: Reprodução/Patrick Marques/G1) - Comboio com oxigênio enviado de Porto Velho (RO) chegou a Manaus neste domingo. (Foto: Reprodução/Patrick Marques/G1)

Com atraso, devida as condições da rodovia BR-319, sete caminhões ue saíram de Porto Velho (RO) com uma carga de cerca de 160 mil m³ de oxigênio chegaram a Manaus pouco antes das 12h deste domingo (24).

Quatro caminhões saíram de Porto Velho na quarta-feira (20) e deveriam chegar a Manaus em 36 horas. Os outros três saíram na quinta-feira (21) e chegariam com o mesmo intervalo de tempo.

Segundo a superintendente do Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes), Arlene Lamego, a intenção de cruzar 838 quilômetros pela BR-319, que liga Manaus a Porto Velho, era economizar tempo.

“Era a previsão inicial, porque ia depender se ia chover, o que de fato aconteceu. Só ontem que não choveu. Em razão de não ter chovido ontem, foi que o comboio avançou e conseguiram se juntar”, explicou Lamego, em entrevista ao portal G1, sobre o tempo de demora no trajeto.

A carga de oxigênio foi fornecida pelo governo federal, para ajudar no controle do novo surto da Covid-19, que já causou a transferência de 200 pacientes para continuarem o tratamento da Covid em outros estados.

Jornal Midiamax