Brasil

Bolsonaro sobre leite condensado: ‘‘É pra enfiar no r*** de vocês da imprensa’

Ao ser questionado nesta quarta-feira (27), sobre o gasto de R$ 1,8 bilhões em alimentos, o presidente Jair Bolsonaro se irritou e xingou a imprensa, sem dar alguma outra explicação. Aos gritos, o chefe do executivo disse que as latas de leite condensado são para enfiar no r*** da imprensa. “Lata de leite condensado. Vá […]

Carolina Rocha Publicado em 27/01/2021, às 17h27 - Atualizado às 17h30

Momento em que o presidente Jair Bolsonaro se irrita ao responder sobre o leite condensado.
Momento em que o presidente Jair Bolsonaro se irrita ao responder sobre o leite condensado. - Momento em que o presidente Jair Bolsonaro se irrita ao responder sobre o leite condensado.

Ao ser questionado nesta quarta-feira (27), sobre o gasto de R$ 1,8 bilhões em alimentos, o presidente Jair Bolsonaro se irritou e xingou a imprensa, sem dar alguma outra explicação. Aos gritos, o chefe do executivo disse que as latas de leite condensado são para enfiar no r*** da imprensa.

“Lata de leite condensado. Vá pra p*** que o pariu. Imprensa de m****. É pra enfiar no r*** de vocês da imprensa essas latas de leite de condensado todas”, disse Bolsonaro em reunião com a presença de ministros e apoiadores.

O governo federal, apenas em 2020, gastou R$ 1,8 bilhões em alimento em bebidas. Com R$ 15 milhões em leite condensado, a compra virou motivo de deboche na internet e em diversos meios de comunicação. Como por exemplo, a apresentador Ana Maria Braga ensinou como fazer o próprio leite condensado, para que o governo consiga gastar menos.

O levantamento desses dados foi feito pelo portal Metrópoles, onde diversos valores chamaram atenção e causaram indignação em parte da população. Em chuchu, foram mais de R$ 6 milhões, em alfafa R$ 1 milhão e em goma de mascar mais de R$ 2 milhões.

Em nota enviada à reportagem, o Ministério da Economia justificou que a maior parte desse tipo de despesa está no Ministério da Defesa “porque se refere à alimentação das tropas das forças armadas em serviço”. E que “toda despesa efetuada pela Administração Pública Federal está dentro do orçamento”.

Também em nota as Forças Armadas justificaram que o órgão tem a responsabilidade de promover a saúde do seu efetivo, composto de 370 mil pessoas, por meio de uma dieta balanceada diária. E que, por isso, é compreensível que a maior parte dos gastos.

Jornal Midiamax