Brasil

Bolsonaro se reúne com presidente do Uruguai para aprofundar relações entre países

No almoço desta quarta-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, para discutir flexibilizações no bloco Mercosul, que é formado pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. O objetivo do almoço era aprofundar a relação entre os dois países. O almoço não estava na agenda inicial de Bolsonaro […]

Carolina Rocha Publicado em 03/02/2021, às 15h34

Presidente Jari Bolsonaro com o presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou, durante pronunciamento no Palácio do Planalto. Sérgio Lima/Poder360
Presidente Jari Bolsonaro com o presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou, durante pronunciamento no Palácio do Planalto. Sérgio Lima/Poder360 - Presidente Jari Bolsonaro com o presidente do Uruguai Luis Lacalle Pou, durante pronunciamento no Palácio do Planalto. Sérgio Lima/Poder360

No almoço desta quarta-feira (3), o presidente Jair Bolsonaro se reuniu com o presidente do Uruguai, Luis Lacalle Pou, para discutir flexibilizações no bloco Mercosul, que é formado pelo Brasil, Argentina, Uruguai e Paraguai. O objetivo do almoço era aprofundar a relação entre os dois países.

O almoço não estava na agenda inicial de Bolsonaro e foi incluída no começo da tarde. No palácio da Alvorada o encontro acontece com a presença dos ministros Bento Albuquerque, Minas e Energia, Tarcísio de Freitas Gomes, Infraestrutura e o presidente do Banco Central, Roberto Campo Neto. Também compareceram o chanceler brasileiro, Ernesto Araújo e o uruguaio Francisco Bustillo.

Bolsonaro afirmou que no encontro, houve a possibilidade de flexibilizar para cada país os seus negócios. “O Uruguai é um parceiro nosso, um país importante que integra o Mercosul. Conversamos sobre a possibilidade de flexibilizar para cada país os seus negócios com outros países, falamos um pouco de energia e infraestrutura também”, disse o chefe do Executivo brasileiro, em pronunciamento à imprensa, no Palácio do Planalto.

O presidente do Uruguai também se manifestou sobre a flexibilização. “Pertencemos ao Mercosul, vamos completar 30 anos desta associação, e como toda associação, tem-se que revê-la e mirá-la. E o próximo passo neste mundo moderno é a flexibilização para que cada país, ainda pertencendo, possa avançar”, declarou.

Jornal Midiamax