Brasil

Bolsonaro disse que CPI se trata de “vagabundo inquirindo pessoas de bem”

Um dia antes, Flavio Bolsonaro chamou Renan Calheiros de “vagabundo” durante a CPI

Gabriel Neves Publicado em 13/05/2021, às 11h32

None
Foto: Alan Santos/PR

Durante uma visita a Alagoas, nesta quinta-feira (13), o presidente Jair Bolsonaro disse que “é um crime” o que ocorre na CPI da Covid, pois há “vagabundo inquirindo pessoas de bem”.

“Se Jesus teve um traidor, temos um vagabundo inquirindo pessoas de bem no país. É um crime o que vem acontecendo com essa CPI. Mas o que interessa são as boas ações”, declarou Bolsonaro.

O mesmo termo foi utilizado pelo filho do presidente, senador Flavio Bolsonaro, para se referir ao relator da CPI, Renan Calheiros, na quarta-feira (12).

O presidente não citou o nome de Renan, mas, na sequência, apoiadores gritaram “Renan, vagabundo”. Mais cedo na cerimônia, o presidente fez um sinal positivo e acenou para os apoiadores que fizeram o mesmo ataque ao senador alagoano.

*Com informações do G1.

Jornal Midiamax