Brasil

Às vesperas da votação do senado, Governo Federal paga R$ 504 milhões em emendas a parlamentares

Batendo recorde no valor de emendas parlamentares, em janeiro, o governo federal pagou R$ 504 milhões para redutos eleitorais de deputados e senadores. Esse valor é referente até dia 26, conforme indicação de congressistas.  Conforme o Siga Brasil, do Senado Federal, mesmo corrigido pela inflação, esse é o maior valor pago até hoje. A data […]

Carolina Rocha Publicado em 01/02/2021, às 15h10

Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa - Imagem ilustrativa

Batendo recorde no valor de emendas parlamentares, em janeiro, o governo federal pagou R$ 504 milhões para redutos eleitorais de deputados e senadores. Esse valor é referente até dia 26, conforme indicação de congressistas.  Conforme o Siga Brasil, do Senado Federal, mesmo corrigido pela inflação, esse é o maior valor pago até hoje.

A data para liberação do pagamento dessas emendas é escolhida pelo executivo, este ano, foi feito às vésperas da eleição no Congresso. Este aumento no valor se deu pela quantidade de emendas parlamentares com pagamento obrigatório, que este ano foi maior.

Como um recurso para aumentar a base de apoio no Congresso e tentando atrair mais votos as candidaturas de Arthur Lira (PP-AL), Câmara e Rodrigo Pacheco (DEM-MG) Senado, o Palácio do Planalto usa de articulações para garantir a vitória.

O valor pago agora em janeiro é de transferências autorizada no Orçamento de 2020. No entanto, nem todos os repasse foram executados no ano passo, assim o governo precisa “pendurar” a contar para 2021.

Jornal Midiamax