Brasil

Após mãe ser vacinada, bebê brasileiro nasce com anticorpos contra a covid-19

A primeira dose da Coronavac foi aplicada na 34º semanas de gestação

Gabriel Neves Publicado em 20/05/2021, às 11h34

O bebê Enrico fez o teste de neutralização SARS-COV-2 para saber se existia a anticorpos contra o vírus.
O bebê Enrico fez o teste de neutralização SARS-COV-2 para saber se existia a anticorpos contra o vírus. - (Foto: Reprodução/Arquivo Pessoal)

Em apenas 40 dias de vida, o bebê Enrico já possui anticorpos contra a covid-19. Ele teve amostras de sangue coletadas e fez o teste de neutralização SARS-COV-2 para saber se existia a anticorpos contra o vírus e o resultado foi que o pequeno já nasceu imunizado contra a Covid-19.

A mãe Talita Mengali Izidoro, 33 anos, é médica e atuava na linha de frente no posto de saúde no município de Tubarão, no Sul de Santa Catarina, por conta disso a profissional recebeu duas doses da CoronaVac.

A primeira dose foi com 34 semanas de gestação após decisão da própria. “Meu obstetra foi fundamental na decisão e me deixou super tranquila. Na época o Ministério da Saúde recomendava que as gestantes só poderiam tomar se tivessem com atestado recomendando e se tivesse na linha de frente como aconteceu comigo" conta a médica.

Apesar do resultado de anticorpos, ainda não se sabe até quando o bebê estará imunizado. Novos exames serão realizados com 3 e 6 meses para saber se a criança continua protegida.

Talita disse que que está em aleitamento materno exclusivo, o que possibilita ainda mais a troca de anticorpos com o filho.

"Não sabemos até quando essa imunização estará presente, realizarei o exame novamente com 3 e 6 meses até porque estou em aleitamento materno exclusivo tendo a possibilidade de continuar transmitir anticorpos" concluiu.

*Com informações do Correio Braziliense.

Jornal Midiamax