Brasil

Testemunha afirma que Flordelis atraia frequentadores de igreja para fazer sexo

Novas acusações continuam surgindo contra a pastora Florderis, acusada de ser mandante da morte do pastor e então marido Anderson do Carmo, desta vez um antigo frequentador da igreja da pastora alegou que ela atraia fiéis para manter relações sexuais com eles. O homem, de 48 anos, prestou depoimento na DHNSG (Delegacia de Homicídios de […]

Gabriel Neves Publicado em 03/09/2020, às 17h09

Deputada federal Flordelis. (Foto: Reprodução/ Fernando Frazão/ Agência Brasil)
Deputada federal Flordelis. (Foto: Reprodução/ Fernando Frazão/ Agência Brasil) - Deputada federal Flordelis. (Foto: Reprodução/ Fernando Frazão/ Agência Brasil)

Novas acusações continuam surgindo contra a pastora Florderis, acusada de ser mandante da morte do pastor e então marido Anderson do Carmo, desta vez um antigo frequentador da igreja da pastora alegou que ela atraia fiéis para manter relações sexuais com eles.

O homem, de 48 anos, prestou depoimento na DHNSG (Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo) e fez novas acusações à polícia sobre a vida da parlamentar, segundo publicado no portal Extra.

A testemunha disse aos policiais que era “obreiro” da igreja, quando ela funcionava na Zona Norte do Rio, e também já frequentou a casa de Flordelis. De acordo com o depoimento, após conviver com a família, ele teria percebido uma atividade incomum, onde os frequentadores dos cultos eram atraídos para a casa de Flordelis para se relacionar sexualmente com a pastora.

Na época em que os atos ocorreram, Flordelis já era casada com o pastor Anderson. A testemunha usou um casal como exemplo e disse que o homem fez sexo com a deputada. “O próprio declarante acredita ter sido atraído inicialmente com esse propósito”, diz o depoimento do homem, conforme publicado no Extra.

A testemunha relatou que foi atraído por Flordelis duas vezes, mas negou ter se relacionado sexualmente com a pastora. Ele revelou que, durante uma viagem, foi convencido por Anderson a ficar no mesmo quarto de Flordelis, momento em que a pastora teria se insinuado “insinuou sutilmente para ele”.

Além disso, ele conta que em uma segunda situação, Flordelis afirmou que teve uma visão de que ele (a testemunha) amava mais a esposa, do que a esposa o amava.

Flordelis negou as acusações feitas pela testemunha de que atrairia fieis para ter relações sexuais com ela.

“Que ele (testemunha) prove isso. É mentira. Isso nunca existiu” alegou Flordelis ao Extra.

Jornal Midiamax