Brasil

Sara Winter deixará o presídio com tornozeleira eletrônica, confirma STF

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira (24), que a líder do movimento ‘300 do Brasil’, Sara Winter, presa há dez dias na Colmeia, deixará o presídio usando uma tornozeleira eletrônica. Ela estará liberada a partir de meia-noite, entre quarta e quinta-feira (25). O ministro Alexandre Moraes é o responsável pela análise do caso. […]

Cleber Rabelo Publicado em 24/06/2020, às 16h30

Reprodução, Internet
Reprodução, Internet - Reprodução, Internet

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu nesta quarta-feira (24), que a líder do movimento ‘300 do Brasil’, Sara Winter, presa há dez dias na Colmeia, deixará o presídio usando uma tornozeleira eletrônica. Ela estará liberada a partir de meia-noite, entre quarta e quinta-feira (25).

O ministro Alexandre Moraes é o responsável pela análise do caso. Sara foi detida em desdobramento da Operação Lumus, que investiga atos antidemocráticos e ameaças contra ministros da Suprema Corte. A ativista afirmou que transformaria a vida de Moraes em um inferno, caso seu nome fosse incluído no inquérito das fake news.

Ao ser questionada sobre o motivo das ameaças, Sara ficou calada. Ela negou participação no ato que envolveu a queima de fogos em direção ao prédio do STF.

Jornal Midiamax