Brasil

São Paulo recebeu mais dois milhões de doses da CoronaVac nesta sexta

São Paulo recebeu dois milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, na manhã desta sexta-feira (18). As doses chegaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos. A aplicação da vacina depende do aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). O imunizante está atualmente em […]

Gabriel Neves Publicado em 18/12/2020, às 10h06

O governador de São Paulo, João Doria, o secretário estadual de Saúdee o diretor do Instituto Butantan recebem doses da CoronaVac. (Foto: Divulgação)
O governador de São Paulo, João Doria, o secretário estadual de Saúdee o diretor do Instituto Butantan recebem doses da CoronaVac. (Foto: Divulgação) - O governador de São Paulo, João Doria, o secretário estadual de Saúdee o diretor do Instituto Butantan recebem doses da CoronaVac. (Foto: Divulgação)

São Paulo recebeu dois milhões de doses da vacina CoronaVac, desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, na manhã desta sexta-feira (18).

As doses chegaram no Aeroporto Internacional de Guarulhos. A aplicação da vacina depende do aval da Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária).

O imunizante está atualmente em fase 3 de testes, a última antes do pedido de registro junto a autoridades regulatórias, no Brasil, segundo publicado no portal UOL.

Este já é o terceiro carregamento que São Paulo recebe da China com doses prontas ou insumos para a produção local da CoronaVac pelo Butantan.

O estado possui atualmente 3,12 milhões de doses a serem disponibilizadas da vacina. O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), esteve no aeroporto acompanhado do diretor do Butantan, Dimas Covas, e do secretário estadual de Saúde, Jean Gorintcheyn, para receber a carga.

Jornal Midiamax