Brasil

‘Sai daqui’, diz Bolsonaro à mulher que questionou mortes por Covid-19 no país

Ao questionar o presidente Jair Bolsonaro sobre o número de mortos por covid-19, uma mulher que se diz ex-apoiadora do presidente acabou ouvindo um desaforo na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira (10). “Sai daqui, que você já foi ouvida”, disparou o presidente em resposta à mulher. Todas as manhãs, Bolsonaro […]

Cleber Rabelo Publicado em 10/06/2020, às 14h51 - Atualizado em 11/06/2020, às 20h08

Reprodução, Twitter
Reprodução, Twitter - Reprodução, Twitter

Ao questionar o presidente Jair Bolsonaro sobre o número de mortos por covid-19, uma mulher que se diz ex-apoiadora do presidente acabou ouvindo um desaforo na saída da residência oficial do Palácio da Alvorada, nesta quarta-feira (10). “Sai daqui, que você já foi ouvida”, disparou o presidente em resposta à mulher.

Todas as manhãs, Bolsonaro é recebido por um grupo de simpatizantes que o aguarda na saída do palácio. Geralmente, ele escuta palavras de apoio e incentivo, mas a mulher carregava um cartaz com o número de mortos pelo novo coronavírus.

“Nós temos hoje 38.406, exatamente, mortos por causa da covid-19. Eu trouxe um cartazinho só com o número para o senhor ver. Porque não são 38 mil de estatística, são 38 mil famílias que estão morrendo nesse momento, são 38 mil famílias que estão chorando”, disse a ex-apoiadora.

Na sequência, ela contou ter votado em Bolsonaro e sente que ele vem traindo a população.

“O senhor, como chefe da nação, eu votei no senhor, fiz campanha para o senhor, acho até que o senhor me conhece, viu meus vídeos, tenho um canal no Youtube. Cris Bernart, meu nome. Vim aqui com todo meu coração. E sinto que o senhor traiu a nossa população. O senhor falou que não ia fazer conchavo, está entregando cargos para o Centrão […] A população morrendo. O senhor está me ignorando”, contou a mulher ao G1.

Nesse momento, Bolsonaro caminhou em outra direção. A mulher seguiu falando, foi então que o presidente respondeu: “Se quiser falar, sai daqui, que você já foi ouvida. Cobre o seu governador. Sai daqui, tá?”, disse.

Jornal Midiamax