Brasil

Meteoro é visto explodindo ao cruzar céu no Brasil

Um meteoro foi visto explodindo enquanto cruzava os céus da região Sudeste do Brasil. O fragmento cósmico é um bólido explosivo, maior e mais raro, e formou um belo espetáculo na noite desta segunda-feira (3). Segundo o portal UOL, as imagens foram registradas por 13 câmeras de monitoramento da plataforma Clima ao Vivo e da […]

Gabriel Neves Publicado em 06/08/2020, às 16h43

O meteoro percorreu uma distância de 81,9 km em 6,14 segundos. (Foto: Reprodução/Bramon)
O meteoro percorreu uma distância de 81,9 km em 6,14 segundos. (Foto: Reprodução/Bramon) - O meteoro percorreu uma distância de 81,9 km em 6,14 segundos. (Foto: Reprodução/Bramon)

Um meteoro foi visto explodindo enquanto cruzava os céus da região Sudeste do Brasil. O fragmento cósmico é um bólido explosivo, maior e mais raro, e formou um belo espetáculo na noite desta segunda-feira (3).

Segundo o portal UOL, as imagens foram registradas por 13 câmeras de monitoramento da plataforma Clima ao Vivo e da instituição científica Bramon (Brazilian Meteor Observation Network), as câmeras estavam localizadas em Minas Gerais, São Paulo e Rio de Janeiro.

Marcelo Zurita, diretor técnico da Bramon, explica que o meteoro percorreu uma distância de 81,9 km em 6,14 segundos. “Ele foi registrado às 19h31, quando entrou na atmosfera a 14,1 Km/s (50.760 Km/h). Surgiu a 89 km acima de Camacho (em MG) e desapareceu a 29,5 km acima de Cristais (no mesmo estado)”.

Uma estrela cadente que explodiu

Como explicou Marcelo Zurita, diretor técnico da Bramon, ao UOL, os meteoros possuem alguns milímetros de diâmetro, como um grão de arroz, ou mesmo um grão de areia.

Eles queimam e se desintegram ao entrar na atmosfera da terra, deixando um pequeno rastro luminoso, popularmente conhecido como estrela cadente.

O meteoro visto no início desta semana, chamado de bólido ou bola de fogo, possui uma particularidade, ele não desintegra como as estrelas cadentes normais, e sim “explode” no céu, criando um enorme clarão.

Jornal Midiamax