Brasil

Colégio de Presidentes de Tribunais Estaduais ressalta preocupação com ameaças ao STF

O Codepre (Colégio de Presidentes de Tribunais Estaduais) emitiu nota onde ressalta preocupação com os recentes ataques e ameaças ao STF (Supremo Tribunal Federal), bem como a outros organismos do Poder Judiciário. Segundo o colégio, ameaçar o STF “é vilipendiar a Constituição, é colocar em risco as conquistas democráticas do povo brasileiro, é afrontar nossa […]

Diego Alves Publicado em 08/06/2020, às 20h24 - Atualizado às 20h26

Reunião do colegiado (Reprodução)
Reunião do colegiado (Reprodução) - Reunião do colegiado (Reprodução)

O Codepre (Colégio de Presidentes de Tribunais Estaduais) emitiu nota onde ressalta preocupação com os recentes ataques e ameaças ao STF (Supremo Tribunal Federal), bem como a outros organismos do Poder Judiciário.

Segundo o colégio, ameaçar o STF “é vilipendiar a Constituição, é colocar em risco as conquistas democráticas do povo brasileiro, é afrontar nossa cidadania. Diante disto, não podemos nos calar”.

Ainda de acordo com o Codepre, o Poder Judiciário, que tem no STF sua mais alta representação, mais do que guardião da Constituição, é o protetor dos direitos do cidadão, em todos os níveis.

Por isso, diz que a ameaça ao Supremo, portanto, é ameaça aos mais comezinhos direitos de cada brasileiro, que se verá indefeso diante de abusos autoritários, não importa de onde venham.

Os presidentes de Tribunais de Justiça Estaduais, responsáveis pela prestação jurisdicional e pela garantia dos direitos da totalidade da população, em primeira e segunda instâncias, então manifestaram solidariedade ao Supremo e a seus ministros e repudiam qualquer tentativa de enfraquecê-los e, consequentemente, de abrir caminho para usurpar seu poder constitucional.

“Ameaçar o STF, repetimos, é ameaçar todo o Poder Judiciário brasileiro e, por extensão, afrontar a cidadania”, finaliza.

Desembargador CARLOS ALBERTO ALVES DA ROCHA

Presidente do Colégio de Presidentes dos Tribunais de Justiça do Brasil

Jornal Midiamax