Brasil

Bolsonaro: Não temos informações de que alguém tenha falecido por falta de UTI

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 15, em entrevista a uma emissora de TV, que o Brasil não registrou até o momento nenhuma morte por covid-19 que tenha acontecido por falta de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ou aparelhos respiradores. O presidente também disse que ao governo federal tem cabido tão somente o repasse […]

Agência Estado Publicado em 15/06/2020, às 18h20 - Atualizado às 18h26

Gabriela Biló-Estadão, Reprodução
Gabriela Biló-Estadão, Reprodução - Gabriela Biló-Estadão, Reprodução

O presidente Jair Bolsonaro disse nesta segunda-feira, 15, em entrevista a uma emissora de TV, que o Brasil não registrou até o momento nenhuma morte por covid-19 que tenha acontecido por falta de Unidades de Terapia Intensiva (UTIs) ou aparelhos respiradores. O presidente também disse que ao governo federal tem cabido tão somente o repasse de verbas para Estados e municípios.

“Não temos informações que qualquer pessoa tenha falecido por falta de UTI ou de respiradores, abastecemos Estados e municípios com recursos”, disse Bolsonaro, para quem, “infelizmente, o STF assim definiu que deveria ser feito”, em referência à decisão do Supremo Tribunal Federal de dar autonomia a governadores e prefeitos na condução das medidas a serem tomadas contra a disseminação do coronavírus, o que gerou, na visão do presidente, uma falta de articulação entre os governantes. “Falta de diálogo houve porque os governadores passaram a ser donos dos seus Estados e os prefeitos donos dos municípios”, argumentou.

Prova dessa autonomia vista como excessiva por parte de Bolsonaro seria o fato de alguns governadores terem impedido a administração da cloroquina a pacientes da covid-19. “Eu tinha informações que a cloroquina estava dando certo, de forma não comprovada cientificamente, e não tinha outra alternativa. Baseado em dados, em inúmeros relatos. Teve governador e prefeito que proibiu a administração desse medicamento. Não tinha interesse por parte de muitos governadores de conversar”, disso o presidente.

Jornal Midiamax