Brasil

Ao lado de Pazuello, Bolsonaro volta a insistir no uso da cloroquina para covid

Ao lado do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer propaganda sobre o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da covid-19. Não há comprovação científica sobre o uso do medicamento no caso do novo coronavírus. “Quem não quer tomar cloroquina, não tente proibir, impedir quem queira tomar, afinal de […]

Agência Estado Publicado em 06/08/2020, às 19h18 - Atualizado às 19h19

 Reprodução/Youtube
Reprodução/Youtube - Reprodução/Youtube

Ao lado do ministro interino da Saúde, Eduardo Pazuello, o presidente Jair Bolsonaro voltou a fazer propaganda sobre o uso da hidroxicloroquina para o tratamento da covid-19. Não há comprovação científica sobre o uso do medicamento no caso do novo coronavírus.

“Quem não quer tomar cloroquina, não tente proibir, impedir quem queira tomar, afinal de contas, ainda não temos uma vacina e não temos um remédio comprovado cientificamente”, disse.

“Muitas doenças estariam sem cura se o médico não tivesse a liberdade de trabalhar fora da bula”, afirmou, corroborando sua fala com Pazuello, em live transmitida pelo Facebook.

Na sequência, o presidente emendou: “A negação de um medicamento a quem está doente não pode ser de um prefeito ou governador. Quem decide é o médico”. Pazuello respondeu: “Exatamente”.

Jornal Midiamax