Brasil

Além de 10 tendas, campanha de vacinação contra a Gripe deve iniciar com apoio de 30 farmácias

Prevista para ter início na terça-feira (24) em Campo Grande, a Campanha de Vacinação contra a Influenza será realizada de forma descentralizada  a fim de evitar aglomeração de pessoas em espaços fechados como medida de prevenção ao coronavírus (Covid-19). Serão disponibilizadas dez tendas de imunização instaladas anexas às unidades de saúde e, a princípio, 30 […]

Diego Alves Publicado em 21/03/2020, às 18h59 - Atualizado em 23/07/2020, às 16h51

Assessoria
Assessoria - Assessoria

Prevista para ter início na terça-feira (24) em Campo Grande, a Campanha de Vacinação contra a Influenza será realizada de forma descentralizada  a fim de evitar aglomeração de pessoas em espaços fechados como medida de prevenção ao coronavírus (Covid-19). Serão disponibilizadas dez tendas de imunização instaladas anexas às unidades de saúde e, a princípio, 30 farmácias e drogarias irão atender exclusivamente os idosos. O número de estabelecimentos pode aumentar na medida em que os mesmos façam adesão ao chamamento, conforme decreto publicado na edição desta sexta-feira (03) do Diário Oficial do município (Diogrande).

A superintendente de Vigilância em Saúde, Veruska Lahdo, explica que a medida é necessária para evitar aglomerações e ampliar a oferta de serviço à população.

“Neste momento existe uma preocupação muito grande, principalmente com os idosos, por conta do coronavírus e a medida é necessária para que a gente consiga organizar melhor o fluxo para atender esse público em específico”, comentou.

As vacinas oferecidas nas farmácias e drogarias serão disponibilizadas pelo Sistema Único de Saúde e sem qualquer custo para o usuário. A aplicação das vacinas deverá ser realizada por profissionais de saúde, devidamente habilitados e registrados perante o respectivo Conselho de Fiscalização Profissional.

Os estabelecimentos deverão seguir normativas constituídas em relação ao serviços de imunização e os funcionários serão capacitados para realizarem o procedimento. Caso haja descumprimento das normativas previstas no decreto, o responsável pelo estabelecimento poderá receber sanções na esfera administrativa, cível e criminal.

Tendas de vacinação:

Clínica da Família Nova Lima – Rua: Padre Antônio Franco, 550.

UBSF Parque do Sol – Avenida Evelina Selingard, 1008.

UBSF Ana Maria do Couto – Rua Mitsuo Daima 483, com Rua Gal.  Mendes Xavier.

UBS Dona Neta – Rua Cora, 100

UBS Silvia Regina – Rua Capibaribe s/n

USF Santa Carmélia – Rua Terlita Garcia, 1438

USF Vila Nasser – Rua Antõnio de Moraes Ribeiro, 939 – Vila Nassser

USF Estrela Dalva – Avenida Sr. do Bondim, 2685, Taquaral Bosque.

USF Buriti – Rua José S. Araújo, n 80, bairro Buriti.

USF São Conrado – Rua Pampulha, n.859, bairro Jardim São Conrado.

Farmácias

Ultrapopular – Rua Olímpio Klafke, nº 728, Mata do Jacinto

Ultrapopular – Av. Ministro José Linhares, nº 1014, Vila Almeira

Ultrapopular – Rua Yokoama, nº 1100, Bairro Dr Jair Garcia

Ultrapopular – Av. Tamandaré, nº 4682, Jardim Seminário

Ultrapopular – Av. Manoel da Costa Lima, nº 1540, Vila Piratininga

Ultrapopular – Rua Dr Arthur Jorge, nº 1836, Monte Castelo

Ultrapopular – Av. Raquel de Queiroz nº 928, Bairro Aero Rancho

Ultrapopular – Rua Rui Barbosa, nº 2.721, Centro

Ultrapopular – Av. Júlio de Castilho, nº 1.552, Vila Sobrinho

Droga 10 – Rua Ana Luiza de Souza, nº 194, Bairro Pioneira

Droga 10 – Rua Evelina Figueiredo Selingard, nº 774, Parque do Sol

Droga 10 – Av General Alberto C. Mendonça Lima, nº 3060, São Conrado

Droga 10 – Rua Vitório Zeolla, nº 780, Carandá

Droga 10 – Av. Marques de Lavradio, nº 446, loja 1, Bairro Jardim São Lourenço.

Farmácia Carli – Rua Tremembé, nº 07, Jd Centenário

Droga 10 – Av. Bandeirantes, nº 1001, Amambai

Droga 10 – Rua Quatorze de Julho, nº 1849, Centro

Droga 10 – Rua Tembes, nº 374, Vila Jussara.

Droga 10 – Av. Mato Grosso, nº 2934, Santa Fé.

Droga 10 – Rua Frentini, nº 545, Universitário.

Droga 10 – Rua Anaca, nº 317, Moreninha II.

Droga 10 – Rua da Divisão, nº 806, Jardim Parati.

Droga 10 – Av. dos Cafezais, nº 1899, Jardim Macaúba.

Droga 10 – Av. Marques de Pombal, nº 1626, Tiradentes.

Farmácia Desconto Fácil – Rua Paulo Hideo Katayama, nº 760, Parque Residencial União.

Farmácia das Mansões – Rua Casa Verde, nº 25, Chácara das Mansões.

Farmácia Popular Itamaracá – Padre Mussatuma, 689, Salão 1.

Farmácia Popular Tijuca – Rua Pará, nº 732, Bairro São Jorge da Lagoa.

Farmácia Popular Caiobá – Drogaria Marifarma – Rua Cachoeira do Campo, 1170, Caiobá.

Drogafic – Av. Marechal Deodoro, nº 1.094, Jd. Leblon.

Horário de funcionamento: 8h às 11h e de 14h às 18h.

Antecipação

Este ano a campanha de vacinação está começando com um mês de antecedência por decisão do Ministério da Saúde. O Dia D de mobilização nacional será realizado no dia 9 de maio e término da campanha está previsto para o dia 22 de maio.

Segundo o Ministério, a antecipação da campanha tem dois objetivos: o primeiro deles é facilitar e acelerar o diagnóstico da síndrome respiratória Covid-19; o segundo motivo é evitar que o sistema de saúde fique sobrecarregado com casos de influenza.

Com isso pretende-se reforçar a prevenção de doenças respiratórias no público que mais tem sido afetado pelo novo coronavírus, formado por idosos.

Antes, a campanha previa primeiro imunizar as gestantes, crianças com até seis anos, mulheres até 45 dias após o parto e idosos.

A médica infectologista Márcia Dal Fabbro esclarece que a vacina contra a gripe não protege contra o coronavírus, mas contra tipos de influenza.

“Com a vacinação é proteger a população contra as formas graves da influenza e diminuir a cadeia de transmissão desta doença respiratória”, explicou.

Meta

Na primeira fase da campanha a meta é vacinar cerca de 26 mil idosos e trabalhadores de saúde.  Na segunda fase, que abrange professores, profissionais de força de segurança e salvamento, portadores de doenças crônicas e outras condições clínicas especiais a meta é 13 mil pessoas. A terceira e última fase que abrange crianças de 6 meses  a menores de 6 anos, gestantes, puérperas, povos indigenas, adolescentes e jovens de 12 a 21 anos sob medidas socioeducativas, população privada de liberdade, funcionários do sistema prisional e adultos de 55 a 59 anos a meta é de pouco mais de 27 mil pessoas, totalizando 67 mil. (Informações da assessoria)

Jornal Midiamax